Raspagem ginecológica

Novembro 2017


Definição

a raspagem é um exame ginecológico de prevenção que permite descartar o câncer de colo de útero retirando células no colo do útero. A amostra retirada é enviada ao citologista que em caso de amostra não interpretável, solicita que esta seja refeita, e em caso de amostra normal, um novo controle será feito 3 anos mais tarde, e em caso de amostra anormal, um exame mais aprofundado será feito por um ginecologista. A raspagem ASC-US é uma raspagem cervical equivocada, sobre a qual o citologista não pode se pronunciar. A raspagem ASC-US coloca em evidência uma modificação menor das células, mas a interpretação continua difícil. ASCUS significa um acrônimo em inglês, significando a existência de células atípicas, mas de origem indeterminada.

Manifestações

Um câncer de útero é principalmente assintomático, ou seja, sem sinal evocador. É a razão pela qual o acompanhamento por exame preventivo é fundamental. Mais raramente alguns sinais clínicos podem ser constatados e devem levar a mulher a consultar seu médico ou ginecologista. Todo sangramento fora das menstruações ou depois da menopausa, ou toda perda anormal deve ser motivo de uma consulta.

Diagnóstico

a raspagem ASC-US indica uma eventual modificação das células, mas não permite nenhum diagnóstico definitivo. É feito então um teste viral ou teste HPV de alto risco capaz de detectar a existência de alguns tipos de papiloma vírus de risco. Um teste HPV positivo faz suspeitar de células pré-cancerígenas. O diagnóstico é feito depois de:
  • Um estudo da morfologia do colo do útero chamado de colposcopia;
  • Uma amostra (biópsia);
  • Um ou mais exames de imagem como um IRM ou ultrassom por exemplo.

Ao contrário, um teste para procurar a HPV de alto risco negativo fará continuar os cuidados habituais de um exame preventivo a cada 3 anos.

Tratamento

após a realização da colposcopia e das biópsias, seguindo os resultados, um novo controle à distância pode ser preconizada, ou uma conização, uma retirada de uma parte do colo uterino será feito depois de analisado.

Prevenção

a prevenção do câncer do útero passa por um exame a cada 3 anos. É igualmente primordial evitar os fatores de risco, como relações sexuais não protegidas, a multiplicação dos parceiros sexuais, o tabaco. O uso de um preservativo limita os riscos de contaminação, mas não os elimina 100%. Por fim, a vacina controla o câncer do colo de útero é fortemente aconselhado para as mulheres jovens de 14 a 23 anos no início da sua vida sexual. Sua eficácia foi recentemente demonstrada.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Raspagem ginecológica', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.