11. Adenoma parótida

Novembro 2017


Definição

O adenoma parótida é um tumor benigno da glândula parótida que é a mais volumosa das glândulas salivares e se encontra atrás da parte do surgimento da mandíbula inferior, abaixo da orelha. Falamos de adenoma pleomorfo. Este tumor afeta principalmente as mulheres (uma mulher para três homens) em torno de 50 anos e é o tumor salivar mais frequente representando dois terços das estatísticas. Em raros casos (menos de 5% dos tumores salivares), o tumor pode ser cancerígeno; falamos então de carcinoma adenoide.

Diagnóstico

Com um tumor mais ou menos volumoso, a descoberta do adenoma parótida pode ser feita pelo paciente ou pelo médico que vai constatar a presença de uma massa sob a pele. O diagnóstico do tumor pode ser feito por imagem (ultrassom, scanner ou IRM), punção citológica, ou exame do pedaço retirado por cirurgia exploratória para fazer a diferença entre adenoma pleomorfo ou carcinoma mediante um estúdio patológico. O adenoma pleomorfo pode às vezes evoluir para um tumor maligno.

Manifestações

O adenoma pleomorfo é em geral responsável por poucos dos sintomas fora de uma massa palpável sob a pele. Ele não é nunca responsável pela paralisia facial por compressão do nervo facial, o que é ao contrário o caso no tumor maligno da parótida. Em caso de carcinoma, podemos igualmente encontrar adenopatias locais, dores durante a mastigação, por exemplo, um estado geral diminuído.

Tratamento

O tratamento do adenoma pleomorfo da parótida é cirúrgico. Trata-se de proceder à retirada do tumor, operação chamada de parotidectomia total. Um acompanhamento durante diversos anos para evitar toda reincidência tumoral é recomendado. A operação é de qualquer forma delicada pela presença de um canal do nervo facial nesta glândula provocando uma paralisia facial transitória. Para o tratamento de um tumor maligno, uma parotidectomia total com retirada do nervo facial é realizada.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:47 por asevere.
Este documento, intitulado '11. Adenoma parótida', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.