Proteínas plasmáticas - Definição

Novembro 2017


Definição de proteínas plasmáticas

Proteínas plasmáticas são aquelas contidas no plasma sanguíneo, a parte líquida do sangue. Elas exercem diferentes funções: transporte, defesa do organismo, regulação das trocas de água entre o sangue e o meio exterior. Entre as proteínas plasmáticas, destacam-se principalmente a albumina e as globulinas de diferentes tipos.

A eletroforese das proteínas plasmática (EPP) é um exame biológico que separa essas proteínas em frações para identificá-las e quantificá-las. Essa análise permitirá, portanto, diagnosticar patologias ligadas a alterações do sistema imunológico, como síndromes inflamatórias, certos tipos de câncer ou proliferações e deficiências anormais de algumas destas proteínas.
Artigo original publicado por . Tradução feita por asevere. Última modificação: 16 de março de 2017 às 13:02 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Proteínas plasmáticas - Definição', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.