Câncer das Glândulas Salivares

Novembro 2017


Definição

as glândulas salivares são órgãos glandulares responsáveis pela secreção da saliva que age nas primeiras etapas da digestão permitindo começar, ligado à mastigação, a degradar as substâncias alimentares. Distinguimos diversos tipos de glândulas salivares: as glândulas acessórios sobre a parede interna da cavidade bucal, mas sobretudo as glândulas principais entre as quais as glândulas sublinguais, submandibulares, e os dois mais volumosos, as parótidas. As glândulas parótidas são as mais comumente afetadas pelos tumores que podem ser benignos na maioria dos casos, e malignos mais raramente. Os cânceres das glândulas salivares são também representados essencialmente por cânceres parotidianos.

Manifestações

Os sintomas que podem fazer evocar um câncer das glândulas salivares são:
  • O aumento do volume de uma glândula parótida, marcada por um inchaço duro, doloroso na parte posterior da bochecha, antes da orelha;
  • Uma aparição de um só lado;
  • A presença à proximidade dos gânglios aumentados de volume;
  • Uma paralisia da face às vezes;
  • Sinais associados como uma dor durante a mastigação, dificuldades de falar ou de comer.

Diagnóstico

os diferentes elementos relatados pelo paciente podem fazer evocar um câncer das glândulas salivares. Para ter certeza, fora do exame clínico, o médico pedirá ao paciente que realize um ultrassom além de um Scanner ou IRM se for necessário. O diagnóstico da certeza é feito pela realização de uma punção e às vezes, a confirmação deverá aguardar a análise do pedaço operatório depois de retirada cirúrgica da parótida. Em caso de confirmação da natureza cancerígena do tumor, um exame de extensão será necessário, ou seja, a realização de exames complementares permitindo colocar em evidência a existência de outras localizações de células cancerígenas que terão migrado nos gânglios através da circulação linfática, ou de metástases em outros órgãos.

Tratamento

de uma maneira geral, um câncer da parótida requer a retirada cirúrgica da parótida. A continuação do tratamento dos cânceres das glândulas salivares dependerá da classificação do tumor emitida do próprio exame. Uma curetagem dos gânglios será frequentemente associada ao gesto cirúrgico, e nas formas mais avançadas, uma radioterapia pode se mostrar indispensável.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Câncer das Glândulas Salivares', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.