DIU: como e quando usar

Novembro 2017

O DIU é o método contraceptivo mais utilizado em todo o mundo. Ele impede a implantação do óvulo na parede uterina. O DIU é um meio de contracepção reversível e bastante confiável. Tem a forma de um T e só deve ser introduzido no útero por um especialista. Médicos habituados ao processo levam alguns minutos para realizar a instalação do objeto. Ele pode ser prescrito para mulheres jovens com vida sexual ativa e deve ser colocado nos primeiros dias da menstruação.


Quanto tempo posso usar o DIU

Ele pode permanecer instalado no útero de três a cinco anos e deve ser retirado assim que a mulher, por exemplo, decidir ter um filho.

Formas e funcionamento do DIU

Existem dois formatos de DIU. Pequenos para mulheres com o útero pequeno e que não pretendem engravidar ou de tamanho padrão. Os fios do objeto ficam a dois centímetros do colo do útero. Se o parceiro senti-los é sinal de que devem ser encurtados. Também se deve estar atenta a mudanças de posição, como a expulsão pelo útero ou a migração para o abdome.

Duas formas de DIU impedem o desenvolvimento do endométrio e a nidação. O DIU de cobre e o DIU hormonal tornam o muco viscoso, deixando-o impermeável aos espermatozoides. Este último contém hormônios liberados em pequenas quantidades durante o tempo de sua instalação. O DIU não é aconselhado para mulheres que têm múltiplos parceiros.

Efeitos colaterais do DIU

DIU de cobre

Os efeitos colaterais do DIU de cobre são as infecções nas trompas que podem provocar a esterilidade, sangramentos que duram horas após sua colocação, cólicas e também anemia.

DIU hormonal

Os efeitos colaterais do DIU hormonal são aumento de peso, sangramentos fora do período menstrual, acne e dores nas mamas.

Contraindicações do DIU

O DIU é contraindicado para mulheres que apresentem sangramentos vaginais fora do período menstrual, malformação uterina, antecedentes de gestação ectópica, dificuldades de coagulação e uso de anticoagulantes, alergia a cobre (no caso do DIU de cobre), doenças cardíacas, displasias do colo do útero e infecções vaginais. Mulheres em período pós-parto também não devem utilizar DIU e uma mulher que usa o objeto deve evitar tomar anti-inflamatórios e aspirinas durante a menstruação.


Foto: © Sunflowerr - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 13 de março de 2017 às 09:08 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'DIU: como e quando usar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.