Pequenas complicações da gravidez

Agosto 2017

Diversos pequenos problemas, raramente graves, mas às vezes muito incômodos, acompanham a gravidez. As futuras mães devem saber que é possível diminuir a intensidade de tais problemas e, às vezes, até mesmo evitar que eles surjam.


Dores nas costas durante a gravidez

A partir do quarto ou quinto mês de gravidez, o aumento de peso e o maior volume do útero têm consequências sobre a coluna vertebral. Por causa disso, evite ficar em pé por períodos muito longos, usar sapatos de salto alto ou carregar muito peso. Pratique natação, caminhada e ginástica diariamente.

Náuseas durante a gravidez

As náuseas são frequentes no começo da gravidez e se estendem até perto do terceiro mês da gestação. Elas ocorrem mais frequentemente pela manhã, ao acordar, e são agravadas no intervalo das refeições. Para diminuir a frequência das náuseas, coma em intervalos de tempo menores (de preferência a cada três horas), faça refeições mais leves, não tome café da manhã muito tarde e evite esforços nas primeiras horas do dia.

Hemorroidas

O surgimento de hemorroidas - dilatação das veias do interior do ânus, formando pequenas bolhas - é muito frequente na gravidez. Este fenômeno geralmente surge após uma prisão de ventre que se estenda por vários dias, algo comum em gestantes. Na gravidez, o útero se torna volumoso, comprimindo vias abdominais e perturbando a circulação sanguínea, dando origem a varizes e hemorroidas. As hemorroidas não ocorrem como consequência do feto.

Como enfrentar hemorroidas

Evite pratos condimentados e alimentos ricos em carboidratos para reduzir os riscos de prisão de ventre. Adote uma atividade física diária, como natação ou caminhada, por exemplo, e coma ameixa, alimento importante no combate às hemorroidas. Medicamentos em geral são contraindicados durante a gravidez. Em caso de agravamento dos episódios, consulte um médico.

Fadiga durante a gravidez

A fadiga é sentida ao longo dos primeiros meses e às vezes exige que a grávida durma durante o dia. A tendência é que o cansaço diminua a partir do quarto mês. Para combater a fadiga, repouse com frequência, reduza a carga de trabalho, aceite ajuda, durma mais cedo, tire uma soneca após o almoço, não coma demais à noite e não aqueça o quarto. É aconselhável manter a temperatura do quarto em 19 ºC à noite. Fadiga permanente pode ser sinal de falta de vitaminas ou ferro. Nesse caso, é necessário consultar um médico.

Varizes durante a gravidez

As varizes aparecem no fim da gravidez. Na maioria dos casos, elas desaparecem após o parto. Não fique muito tempo em pé, esqueça os sapatos de salto alto, mantenha as pernas elevadas durante a noite, massageie as pernas de baixo para cima e use meias de compressão apenas sob recomendação médica.

Câimbras durante a gravidez

As câimbras aparecem no fim da gestação. São localizadas nas pernas e ocorrem à noite. É necessário consultar um médico se tais câimbras forem frequentes e paralisantes.

Problemas de sono durante a gravidez

Esses problemas variam de acordo com o estado da gravidez. Em geral, estágios mais avançados da gravidez agravam problemas de sono já que a mulher tem maior dificuldade para encontrar posição para dormir e pode sofrer falta de ar.

No começo da gestação

Fadiga e sonolência surgem ao longo do dia e exigem repouso ou uma soneca.

Ao longo do segundo trimestre

A futura mãe está geralmente mais adaptada e dorme mais facilmente.

Ao longo do último trimestre

As insônias podem perturbar o sono com frequência. O bebê incomoda bastante e a futura mamãe sente mais vontade de urinar.

Conselhos para dormir melhor

Evite beber café ou chá mate, faça refeições leves, especialmente no jantar, faça exercícios de relaxamento antes de deitar-se, troque a televisão pela leitura, procure ter horários regulares para dormir e mantenha o quarto bem arejado e não muito aquecido. Durma sobre o lado esquerdo. Essa posição evita a compressão da veia cava situada à direita do útero.

Problemas urinários durante a gravidez

Vontade frequente de urinar

A compressão da bexiga pelo útero, sobretudo no fim da gestação, quando o tamanho do feto está maior, gera desejo frequente de urinar.

Infecções urinárias

As infecções urinárias são frequentes nos casos de mulheres grávidas e devem ser tratadas assim que surgirem os primeiros sintomas: ardência e vontade frequente de urinar.

Estrias durante a gravidez

As estrias aparecem sobre a barriga, seios, nádegas, ancas e coxas e se apresentam na forma de listras brancas. Elas são mais frequentes após o sexto mês. A hidratação regular da pele permite diminuir a intensidade das estrias.

Prisão de ventre durante a gravidez

Os episódios de prisão de ventre são muito frequentes na gestação. Pratique exercícios físicos, como natação, ginástica e caminhada, por 30 minutos ao dia, exceto em caso de contraindicação, para evitar prisão de ventre. Consuma alimentos ricos em fibras, como cereais, pão integral ou de farelo de trigo, cremes, arroz, frutas e legumes, por exemplo. Beba 1,5 litro de água por dia, de preferência rica em magnésio. Não use laxantes sem recomendação de um médico.

Máscara da gestação

A máscara da gestação são os pontos escuros (cravos) que aparecem no rosto (testa, maçãs do rosto). Eles se agravam com a exposição ao sol, mas desaparecem após o parto. Podem reaparecer mediante utilização de pílulas anticoncepcionais. Proteja seu rosto quando estiver exposta aos raios solares.

Refluxo gástrico durante a gravidez

O refluxo gástrico é uma manifestação que pode incomodar a futura mãe. É importante comer mais lentamente, não se deitar imediatamente após o jantar e evitar alimentos muito condimentados, ácidos ou gordurosos.

Acne durante a gravidez

O surgimento de acne ao longo da gestação pode incomodar a futura mãe, especialmente porque a maioria dos tratamentos para tal anomalia são contraindicados na gravidez. Para evitar o aparecimento de espinhas e cravos, o ideal é limpar a pele diariamente.

Cáries durante a gravidez

Elas podem representar um perigo, como todas as infecções que podem ocorrer durante a gravidez, se não forem tratadas. Escove os dentes pela manhã e à noite, massageando levemente.

Gengivite durante a gravidez

A gengivite frequentemente causa sangramentos. Uma visita ao dentista é aconselhável a partir do terceiro mês de gravidez.

Foto: © Y.a.r.o.m.i.r - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por luis.saude. Última modificação: 21 de junho de 2017 às 12:02 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Pequenas complicações da gravidez', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.