Insônia

Novembro 2017


Definição

Uma insônia é definida como uma dificuldade de dormir, que afeta a vida do indivíduo, em particular no nível sócio-profissional. A insônia pode vir de uma dificuldade de encontrar o sono ou de problemas para mantê-lo com despertares frequentes ou principalmente muito cedo. Em alguns casos onde o sono não é reparador, podemos igualmente falar de insônia. As insônias podem ser primárias, ou seja, se surgimento inopinado, sem real fator de causa, ou secundários a patologias, que podem ser de ordem psiquiátrica ou corporal. Assim, uma insônia poderá durar apenas alguns dias, no quadro de um estresse não habitual causado por um problema, ou causado por modificações do ritmo como uma mudança de horário. A insônia aguda pode igualmente ser secundária a dores pontuais ou uma doença aguda, e desaparecer na resolução dos mesmos. A insônia enquanto isso é às vezes mais crônica e pode estar inserida no quadro de uma patologia psiquiátrica, uma depressão com, classicamente, um despertar precoce, uma ansiedade, dificuldades para dormir ou até uma síndrome maníaca onde o paciente quase nunca descansa. Patologias podem ser responsáveis por essas dificuldades de sono como a síndrome das pernas sem descanso, dores nas pernas durante a ausência dos movimentos dos mesmos, obrigando o paciente a se levantar e andar. A insônia pode também ser causada pela síndrome da apnéia do sono, causando pausas respiratórias durante a noite e causando um sono perturbado, pouco reparador e uma sonolência durante o dia. Medicamentos ou substâncias tóxicas podem também ser responsáveis pelas insônias. Em alguns casos, a insônia é crônica, sem que nenhuma causa seja encontrada.

Manifestações

os sintomas de insônia podem portanto ter a forma de:
  • Dificuldades de encontrar o sono;
  • Despertares muito frequentes;
  • Dificuldades de manter o sono;
  • Um sono sem repouso;

E assim gerar durante o dia:
  • Dores de cabeça;
  • Fadiga;
  • Uma baixa notável da pressão arterial;
  • Sonolências;
  • Alguma irritabilidade acompanhada de transtornos do humor.

Diagnóstico

O diagnóstico da insônia se faz através de um interrogatório durante o qual o médico procurará determinar os hábitos e higiene de vida do paciente, as horas de dormir, as atividades antes de se deitar, o tempo médio de sono, o número de despertares por noite, a hora de despertar de manhã, a profissão, o fato de fumar ou ainda o consumo de café e álcool. O interrogatório do conjunto é igualmente importante para saber se existem roncos, pausas respiratórias, movimentos, etc. Análises sanguíneas podem também ser realizadas. Uma observação clínica durante a qual o paciente dorme uma noite inteira como elétrodos colocados sobre o corpo é também desejável: isso se chama polisomnografia.

Tratamento

o tratamento da insônia varia em função da causa. A higiene de vida do paciente deve às vezes ser modificada, e isso, diminuindo as quantidades de café absorvidas, evitando as grandes refeições à noite, e dormindo em horários fixos, e privilegiando atividades tranquilas antes de dormir. Se a insônia é causada por um problema psicológico como a ansiedade ou uma depressão, será necessário refletir sobre a possibilidade de seguir um tratamento médico adaptado a esses problemas. Se outras patologias são descobertas, o seu tratamento será necessário. Em caso de ausência de patologia identificada e de melhora apesar dos conselhos de vida preconizados, um tratamento pode ser colocado em prática, para o período mais curto possível.

Prevenção

para prevenir a insônia, é melhor se deitar em horários regulares, realizar uma atividade física, dormir em um ambiente calmo, evitar as refeições pesadas e substâncias excitantes como o café ou chá principalmente antes de se deitar, reduzir seu consumo de cigarros e privilegiar uma atividade calma antes de se deitar.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Insônia', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.