Cistos ovarianos

Novembro 2017


Definição

Os cistos ovarianos correspondem ao desenvolvimento de massas isoladas no tecido ovariano. Distinguimos duas categorias de cistos:
  • Os cistos chamados de funcionais, que se desenvolvem nas mulheres em idade de procriar em fase de ciclo ovariano: eles vêm da transformação de um folículo ovariano ou de um resquício de um folículo tendo despejado o óvulo na trompa uterina, chamada de corpo amarelo. Eles regridem na maioria do tempo no final do ciclo e são sempre benignos.
  • Os cistos chamados de orgânicos, que afetam principalmente as mulheres mais velhas: esses cistos não regridem e são igualmente benignos na maioria dos casos, mas são potencialmente cancerígenos.

Manifestações

os cistos ovarianos são geralmente indolores: falamos de cistos assintomáticos. Enquanto isso, eles podem causar alguns sinais leves permitindo detectá-los:
  • Dores abdominais baixas, dores pélvicas;
  • Metrorragias, sangramentos de origem uterina surgindo fora das menstruações;
  • Sensação de pesar pélvico, peso sentido na parte baixa do ventre...

Em caso de sinais mais graves, uma complicação pode ser suspeitada, e uma consulta em urgência é necessária, principalmente diante de uma torsão de anexo, ou seja, uma rotação do ovário sobre ele mesmo causada pelo peso do cisto, que causa uma dor violenta e pode ser responsável pela perda funcional do ovário.

Diagnóstico

os cistos ovarianos são frequentemente descobertos de maneira fortuita e são principalmente assintomáticos. Em caso de sintomas, uma ultrassonografia será realizada, e colocará em evidência o cisto. De acordo com seu aspecto e tamanho, a radiografia pode julgar se trata-se de um cisto funcional ou se um cisto orgânico pode ser suspeitado. Em caso de dúvida, exames mais profundos serão necessários, principalmente uma exploração cirúrgica.

Tratamento

Em caso de cisto funcional suspeitado, um simples acompanhamento da sua evolução é realizado com um novo controle através de ultrassonografia depois de três meses. O cisto será, em geral, reabsorvido espontaneamente durante esse período de tempo. Se nenhum desaparecimento for constatado, será colocado em prática um tratamento elaborado. Este vai consistir em retirar o cisto por via cirúrgica. Em geral, ela é efetuada por laparoscopia, que permite evitar uma grande incisão. A intervenção é realizada com a ajuda de instrumentos de pequeno porte introduzidos por uma pequena abertura, e a visualização se faz com a ajuda de uma mini câmera passada por outra pequena abertura. Enquanto isso, pode ser que seja necessário fazer uma incisão maior durante a cirurgia. O cisto será em seguida analisado para
Vale ressaltar que em caso de dores mais graves e da descoberta de uma torsão de anexo, a intervenção cirúrgica é realizada em urgência visando distorcer a parte e avaliar o estado de recoloração do tecido: se a sua cor não retornar, a parte afetada deve ser retirada: falamos de anexectomia.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Cistos ovarianos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.