Rinite alérgica: causas e sintomas

Dezembro 2017

A rinite alérgica é uma inflamação da cavidade nasal causada por alergênicos como pólen, poeira e pelos de animais de estimação.


Sintomas da rinite alérgica

Os principais sintomas da rinite alérgica são coceira, coriza e nariz entupido. Geralmente, a rinite alérgica também vem acompanhada de irritação no palato (céu da boca), ouvido e olhos. Outras características comuns da doença incluem cansaço, dor de cabeça, dor de garganta, dificuldade de concentração, sonolência e perda temporária do olfato.

Principais alergênicos

Quem sofre de alergia a pólen costuma ter a cavidade nasal bastante enfraquecida. Nesses casos, aumenta a sensibilidade para outras substâncias como solventes, tintas, tabaco e perfumes, o que piora o desconforto nasal durante as crises alérgicas. Em crianças, a rinite alérgica pode apresentar sintomas mais relacionados aos resfriados, o que pode retardar o diagnóstico e levar à prescrição de tratamentos incorretos por um médico.

Relação da rinite com a asma

Rinite alérgica e asma estão relacionadas. A cavidade nasal e os brônquios são recobertos pelo mesmo tipo de células e, portanto, ambas possuem a mesma resposta inflamatória quando expostos aos alergênicos. Aproximadamente, uma em cada três pessoas que sofrem de rinite alérgica desenvolve asma. Por outro lado, 80% dos asmáticos sofrem também de rinite alérgica.

As duas doenças podem se manifestar ao mesmo tempo. Porém, o mais comum é que quadros de rinite alérgica desencadeiem, anos depois, crises de asma. Por isso, se a rinite alérgica não for tratada de maneira correta pode provocar impactos nos pulmões e causar asma. Além disso, toda rinite alérgica mal tratada pode agravar quadros de asma.

Rinite perene

A rinite perene pode se prolongar por meses ou anos. Os alergênicos mais comuns nesses casos são poeira e pelos de animais e os sintomas da doença se agravam em ambientes sujos e úmidos. Em algumas situações, a evolução dos sintomas podem ocorrer após curtos contatos com o alergênicos, como ao entrar numa casa com cães e/ou gatos.

Rinite sazonal

A rinite sazonal pode acontecer todos os anos, normalmente em um período certo, como os meses de inverno. Em 80% dos casos, é causado por pólen ou mofo.

Classificação da rinite alérgica

A rinite alérgica pode ser classificada pelo seu impacto sobre a asma do paciente, sua duração e severidade. Por outro lado, a rinite perene ocorre durante quatro dias por semana ao longo de quatro semanas em um ano. Já a rinite sazonal se manifesta em menos de quatro dias por semana e em menos de quatro semanas por ano.

Essa classificação possibilita a medição da intensidade e duração dos sintomas. A rinite moderada ou severa é aquela em que os sintomas causam problemas durante o dia e também dificuldade para dormir. Por outro lado, a rinite leve não traz grandes efeitos sobre o sono e o cotidiano. O diagnóstico e tratamento da rinite persistente é essencial para melhorar o dia a dia do paciente e evitar o desenvolvimento da asma.

Foto: © Syda Productions - Shutterstock.com
Artigo original publicado por Jeff. Tradução feita por Pedro.CCM. Última modificação: 19 de setembro de 2017 às 14:03 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Rinite alérgica: causas e sintomas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Vermes: sintomas, transmissão e tratamento
Choque anafilático: sintomas e tratamento