O que é a Mers

Novembro 2017

A Mers, sigla em inglês para a Síndrome Respiratória do Oriente Médio, é uma doença viral que causa infecção aguda das vias respiratórias e, desde o seu surgimento, apresenta taxas de mortalidade entre 30% e 40%.


Histórico da Mers

A Mers foi registrada pela primeira vez em 2012, na Arábia Saudita. Na sequência, a doença se espalhou pelos países do Oriente Médio e se manteve restrita à região até 2015.


Este ano, a Coreia do Sul se tornou o primeiro país fora do Oriente Médio com casos autóctones (transmitidos dentro do próprio território) da síndrome. Com isso, surge o temor de que o vírus se torne uma pandemia, ou seja, uma epidemia global, contaminando pessoas nos cinco continentes.

Sintomas da Mers

Os sintomas da síndrome são bastante parecidos com os de uma gripe comum. Tosse, febre e dificuldades para respirar aparecem logo nos primeiros dias de contaminação. Em alguns casos também se observam quadros de diarreia, enjoos e vômito.



No entanto, também existem pessoas que são infectadas pelo coronavírus e não apresentam sintomas. Ainda não está claro se casos assintomáticos da doença levam ao óbito da mesma forma e com as mesmas taxas que os casos padrão.

Causas e transmissão da Mers

Causada por um vírus da família dos coronavírus, a Mers ainda não teve a sua forma de transmissão definida por pesquisadores. Porém, a forma do vírus em humanos é bastante similar à encontrada em morcegos e camelos.


Por conta disso, estudos realizados no Oriente Médio indicam que a síndrome respiratória pode ter sido transmitida inicialmente através do contato de humanos com camelos, comuns na região.

Prevenção e tratamento da Mers

Ainda não foram desenvolvidos remédios que combatam a Mers. Por conta disso, o tratamento é feito somente sobre os sintomas, com o uso de analgésicos e antitérmicos.


Como também não existem vacinas para impedir a contaminação, a melhor forma de se prevenir da síndrome é tomando os mesmos cuidados para evitar uma gripe ou resfriado. Lavar as mãos regularmente, cobrir nariz e boca ao espirrar e evitar encostar no rosto com a mão suja.

Risco de epidemia global

Os casos autóctones registrados na Coreia do Sul em junho de 2015, que provocaram 20 mortes até o dia 17, ligam o sinal de alerta para o risco de pandemia de Mers. No entanto, a Organização Mundial da Saúde não emitiu comunicados para restrição ou medidas especiais em viagens ao países com casos registrados.

Foto: © Elena Kharichkina - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 13 de outubro de 2017 às 08:22 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'O que é a Mers', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.