Nevralgia do trigêmeo - Pior dor do mundo

Junho 2017

A nevralgia (ou neuralgia) do trigêmeo é uma condição que provoca o que muitos médicos e pacientes classificam como a pior dor do mundo. Ela se caracteriza por causar dores lancinantes no rosto que duram alguns segundos e desaparecem, retornando em intervalos variáveis de pessoa para pessoa. A doença está relacionada ao mau funcionamento do nervo craniano responsável pelas sensações na face. Esse nervo se divide em três ramos, vindo daí o seu nome.


Causas da nevralgia

Por ser mais comum em pacientes idosos, os especialistas acreditam que a perda gradual - com a idade - da bainha de mielina, estrutura que envolve os nervos, faça com que o portador da nevralgia do trigêmeo sofra com descargas elétricas que provocam as dores agudas. No entanto, ainda não foi possível determinar as chamadas causas orgânicas do problema. Hoje, avalia-se a possibilidade da síndrome estar ligada a tratamentos dentários, tumores benignos e malformação dos vasos do encéfalo.

Sinais da nevralgia

Nem toda dor no rosto, por mais forte que seja, é sinal de nevralgia do trigêmeo e falar de sinais da doença é por si só algo complicado. Em geral, os pacientes com o distúrbio não apresentam outro sinal do problema que não a própria dor. O mais importante a saber é que a dor causada pela neuralgia do trigêmeo nunca é bilateral. Ou seja, por mais que possa variar de acordo com o tempo, o problema sempre se manifesta em apenas um lado da face por vez. Em alguns casos, também é possível perceber uma leve vermelhidão na região afetada pouco depois da dor ter passado.

Fatores desencadeantes

O estado emocional do paciente - estresse em casa ou no trabalho, ansiedade ou depressão - tem grande influência como gatilho para crises de dor. Por outro lado, muito se fala sobre o papel da mudança de temperatura na doença, mas essa influência ainda não foi comprovada por estudos científicos.

Pior dor do mundo

Na bibliografia médica, cita-se como exemplos de dores muito fores a cólica renal, dor de dentes e a provocada pelo infarto do miocárdio. Porém, a nevralgia do trigêmeo é classificada como a mais violenta das dores crônicas e repetitivas, até pelo fato de às vezes obrigar o paciente a conviver com ela durante décadas.

Tratamento da nevralgia

O tratamento mais simples para a nevralgia do trigêmeo é o uso de medicamentos anticonvulsionantes. Em diversos casos, o paciente consegue controlar as crises de dor para o resto da vida com essa terapia. Porém, a necessidade de aumento progressivo da dosagem dos remédios em certas situações pode ocasionar o aparecimento de efeitos colaterais, como desequilíbrio, tontura e redução da capacidade de raciocínio.

Para evitar esses casos, também existem procedimentos cirúrgicos que melhoram a vida dos portadores. O primeiro, mais simples, é feito com anestesia local e dura apenas cinco minutos. Nele, um cateter penetra no rosto do paciente e, quando encontra o nervo, infla um pequeno balão que neutraliza sua ação, extirpando a dor. Em geral, os pacientes sofrem com perda temporária de sensibilidade, mas voltam ao normal em até dois meses.

Já o segundo procedimento é mais complexo e, por envolver a abertura da base do crânio, é indicado apenas para pacientes mais jovens e saudáveis. Nesse caso, o neurocirurgião tenta identificar se o nervo trigêmeo está comprimindo algum vaso, acionando a sensação de dor no rosto do paciente.

Foto: © 9nong - 123RF.com

Veja também

Publicado por Pedro.Saude. Última modificação: 8 de junho de 2017 às 12:18 por IsraelCCM.
Este documento, intitulado 'Nevralgia do trigêmeo - Pior dor do mundo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.