Efeitos sobre a saúde dos pesticidas

Dezembro 2017

Embora os mecanismos de ação dos pesticidas sobre o corpo não sejam bem conhecidos, seus efeitos na saúde não devem ser subestimados.


Definição de pesticidas

Pesticidas, também conhecidos sob o nome de agrotóxicos, mas que incluem também os produtos sanitários, são usados para prevenir, controlar ou eliminar pragas. Eles são usados principalmente no setor agrícola, mas também no contexto da manutenção de espaços verdes nas cidades ou para fazer limpezas de ambientes.

Pessoas em risco de contaminação por pesticidas

Profissionais que trabalham no setor agrícola são os mais expostos aos agrotóxicos e suas consequências para a saúde, assim como pessoas que manipulam regularmente pesticidas de uso doméstico. Todo consumidor de produtos agrícolas que recebeu aplicação de agrotóxico deve estar atento aos sinais de contaminação, uma vez que não há comprovação de que existem quantidades seguras para o consumo de agrotóxicos.

Crianças pequenas que têm o costume de brincar no chão correm o risco de colocar objetos na boca também podem ser expostas às substâncias tóxicas presentes nos produtos sanitários. As grávidas e lactantes devem também estar atentas para que os efeitos dos pesticidas não afetem os bebês.

Efeitos dos pesticidas sobre a saúde

Os pesticidas podem entrar no corpo através da ingestão, inalação ou contato com a pele. Segundo cada caso, os efeitos podem ser agudos ou crônicos.

Efeitos agudos dos pesticidas

Os sintomas manifestados diretamente após a exposição são geralmente leves: irritação cutânea e ocular, alergias, vômitos, dificuldade para respirar. Pesticidas podem também afetar os órgãos: fígado, rins ou sistema nervoso. Em contraste, um envenenamento maciço pode ter consequências graves e mortais. É essencial pedir ajuda em caso de emergência neste caso.

Efeitos crônicos dos pesticidas

Os efeitos a longo prazo dos pesticidas são complicados de detectar por causa do número de produtos e substâncias existentes e porque as patologias observadas podem ter várias causas possíveis. A exposição prolongada a pesticidas aumenta o risco de desenvolver certos tipos de câncer como tumores cerebrais e doenças hematológicas malignas.


Algumas substâncias e moléculas podem causar distúrbios reprodutivos masculinos, especialmente no contexto de utilização profissional. Nos locais de trabalho, ligações foram estabelecidas entre o uso de pesticidas e distúrbios neurológicos (alteração das capacidades cognitivas, doença de Parkinson).

Prevenção da contaminação por pesticidas

Em casa, é melhor armazenar produtos sanitários em local bem ventilado e, se possível, fora de casa. Antes de usar qualquer produto tóxico, é aconselhável ler o manual e respeitar as precauções. Durante a aplicação, recomenda-se o uso de equipamento de proteção. Para prevenir a propagação de pesticidas em água, evita-se pulverização perto de um ponto de água.

Em caso de uso em grande escala em plantações, é necessário fazer uma análise de risco ambiental. Após o uso, o melhor é ficar longe da área tratada, em seguida, lavar as mãos e o rosto. O ideal é consumir alimentos que não receberam aplicação de pesticidas em seu cultivo.

Observação: a venda e utilização de pesticidas são regulamentadas pelo nível de toxicidade. Assim, alguns produtos não podem ser vendidos a pessoas físicas.

Foto © rclassenlayouts - 123RF.com
Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 3 de outubro de 2017 às 11:13 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Efeitos sobre a saúde dos pesticidas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.