Riscos da televisão e tablets na infância

Agosto 2017

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, descobriu que cada hora diária dedicada à televisão por crianças de até dois anos aumenta em mais de 10% o risco de vitimização na escola aos 12 anos. O trabalho, realizado com cerca de 2 mil crianças de dois anos, confirma que os hábitos de assistir televisão adotados nessa idade são suscetíveis a privar a criança da experiência de socialização.


Consequências do uso de televisão pelas crianças

No decorrer deste estudo, experiências de vitimização foram avaliadas pelas próprias crianças em sala de aula da sexta série. Também foram levados em consideração o comportamento das crianças e suas habilidades cognitivas, assim como o nível socioeducativo da escola.

Riscos do uso de televisão por crianças

Bullying

Os resultados mostram que cada 53 minutos assistindo televisão por crianças de até 2 anos e meio estão associados a um risco aumentado em 11% de sofrer bullying por colegas no 7º ano.

Déficit de competências sociais

As horas gastas em frente às telas substituem as interações familiares, essenciais para estabelecer a inteligência emocional e boa socialização.

Diminuição do desenvolvimento das funções cerebrais

Além disso, passar muito tempo na frente da tela prejudica o desenvolvimento das funções cerebrais responsáveis por resolver problemas interpessoais, de regulação das emoções, competência social e contatos sociais positivos.

Mau desenvolvimento visual

Esses maus hábitos também podem afetar o desenvolvimento do contato visual, que está envolvido no desenvolvimento da inteligência emocional e autoafirmação em interações sociais.

Não exceder de uma a duas horas por dia

A Academia Americana de Pediatria (AAP) recomenda que crianças com mais de dois anos não passem mais de uma ou duas horas por dia assistindo televisão ou telas de tablets. Muitos especialistas acreditam que não é aconselhável deixar as crianças com menos de três anos diante das telas, só excepcionalmente. É também fortemente desencorajado colocar uma TV no quarto do filho. A utilização de tablets deve ser também evitada antes da idade de três anos de idade.

Brincar e manter-se ativo

A metade das horas do dia deve ser dedicada para as necessidades da criança: comer, dormir, brincar e higiene.

Foto: © Timur Arbaev - 123RF.com

Veja também

Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 20 de junho de 2017 às 15:32 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Riscos da televisão e tablets na infância', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.