Psicose paranoica: sintomas e tratamento

Junho 2017

A psicose paranoica é uma forma de distúrbio mental caracterizado por uma modificação no senso de realidade que dispara delírios do paciente. Durante os momentos de crise, o paciente se sente perseguido. A psicose paranoica implica desregulação do pensamento que cria falsos julgamentos por parte do paciente. Esse tipo de síndrome aparece sobretudo em homens de 30 e 40 anos. É possível distinguir diferentes formas de psicose paranoica, como delírios de ciúme, interpretação, amor e reivindicação.


Sintomas gerais da psicose paranoide

Todas as formas de psicose paranoica possuem alguns pontos em comum. São eles: delírios de perseguição, adesão importante à psicose, ou seja, a pessoa acredita totalmente em seus delírios, falsos julgamentos da realidade e ausência de consciência do distúrbio. Em situações mais graves, uma depressão provocada pela psicose pode engendrar situações de agressão extrema contra o suposto perseguidor. Também podem haver casos de autoagressão, chegando até a tentativas de suicídio.

Sintomas específicos da psicose

Por outro lado, cada forma de psicose possui suas características particulares. No delírio de ciúmes, o paciente tem certeza de estar sendo traído pelo cônjuge. Já durante as crises de interpretação, ele acredita ser vítima de um complô e ameaças. No delírio de amor, o paciente tem convicção de ser amado por um terceiro. Por fim, os delírios de reivindicação tornam o paciente seguro de que é vítima de preconceito.

Diagnóstico da psicose

O diagnóstico da psicose paranoica crônica é estabelecido por um psiquiatra após alguns encontros com o paciente. O diagnóstico não necessita de exames complementares para ser feito. O que pode ocorrer é a realização de alguns exames de imagem para descartar de modo definitivo a existência de uma doença orgânica.

Tratamento da paranoia

O tratamento da psicose é feito com medicamentos, como antipsicóticos e ansiolíticos. Também é extremamente necessário um acompanhamento psicológico frequente. Em casos mais graves, quando o paciente passa a crer que as tentativas de tratamento são parte da perseguição que ele está sofrendo, a internação pode ser fazer necessária.

Paranoia tem cura

Na maioria dos casos, pacientes são acometidos pela psicose paranoica de maneira crônica. Por conta disso, não é possível falar em cura da doença, mas um tratamento adequado e constante pode garantir a interrupção das crises e o bem-estar do paciente.

Psicose paranoica por Lacan

O psicanalista francês Jacques Lacan talvez seja o principal teórico do estudo da psicose paranoica. Ela é tema de um dos seus mais conhecidos livros 'Da Psicose Paranoica e suas Relações com a Personalidade', que foi a tese de doutorado do pensador.

Foto: © Scott Griessel - 123RF.com

Veja também

Publicado por Pedro.Saude. Última modificação: 4 de maio de 2017 às 14:16 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Psicose paranoica: sintomas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.