Dor de garganta: diagnóstico e tratamento

Dezembro 2017


Anginas persistentes, irritações, sensação de secura. As dores localizadas na laringe e na garganta são particularmente desagradáveis. Uma infecção pode tornar atividades simples como engolir e falar bastante dolorosas, reduzindo o bem-estar e a qualidade de vida do paciente, apesar da condição não ser particularmente perigosa na grande maioria dos casos. Saiba como tratar as dores de garganta de maneira eficaz e rápida.

Diagnóstico da dor de garganta

Antes de tudo, é preciso saber que existem diferentes tipos de dor de garganta e é fundamental identificá-los para proceder ao melhor tratamento. A dor de garganta pode ser provocada por angina, laringite ou faringite.

A angina é uma inflamação das amígdalas que tem origem viral em 75% dos casos e afeta principalmente adultos e crianças com menos de três anos. Já a angina de origem bacteriana acomete mais os pequenos entre quatro e 15 anos. Os sintomas principais da angina são dificuldade de engolir, dores que irradiam até as orelhas, febre, fadiga intensa, náuseas e presença de gânglios na garganta.

A laringite é, como seu nome indica, a inflamação da laringe. Ao encostar nas cordas vocais, essa forma da doença provoca rouquidão, seu sintoma mais claro. Também é possível que as dores sejam acompanhadas de uma gripe com coriza, que apresenta picos durante a infecção.

Por fim, a faringite corresponde à inflamação da faringe e se caracteriza por uma dor intensa na garganta, deglutição dolorosa e irradiação da dor até as orelhas. Essa forma também é acompanhada de sinusite, bronquite ou otite e é uma doença muito comum entre crianças.

Tratamento da dor de garganta

Se a dor persistir ou piorar por mais de duas dias, o mais indicado é procurar um médico para que ele realize o diagnóstico adequado. No entanto, algumas medidas caseiras podem ser tomadas para combater a infecção, como gargarejo com água morna e limão, beber água morna com mel e limão, gargarejo com água morna e uma colher de café de vinagre de maçã. O uso de medicamentos só deve ser feito sob prescrição médica e após exames - clínicos ou laboratoriais - que constatem a natureza da infecção na garganta.


Foto: © GlebStock - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 25 de setembro de 2017 às 12:19 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Dor de garganta: diagnóstico e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.