Cuidados paliativos

Novembro 2017


Definição

cuidados paliativos são um dispositivo muito contemporâneo que garante um tratamento de cuidados ativos, mas também o acompanhamento de um paciente e do seu ambiente na doença. Os cuidados paliativos não visam curar, mas se limitam a amenizar os sintomas e acompanham os paciente no fim da vida em meio hospitalar, mas eles são igualmente possíveis em domicílio. Os cuidados paliativos agem quando não existe nenhuma esperança de cura para o paciente. O seu objetivo é garantir que o paciente tenha a melhor qualidade de vida possível para terminar seus dias com dignidade. Eles associam um tratamento dos sintomas dolorosos, cuidados de conforto, além de um apoio psicológico do paciente mas também da sua família próxima. Os desejos do paciente e sua família devem ser ouvidos e colocados em prática sempre que possível. Em função da patologia e das modalidades terapêuticas necessárias, os cuidados paliativos podem ser feitos nos serviços hospitalares, estruturas especializadas, ou a domicílio.

Diagnóstico

determinar se o paciente precisa ou não de cuidados paliativos segue uma decisão fazendo agir o corpo médico, os paramédicos como os enfermeiros, e a família ou até o paciente.
A quem eles se aplicam? Os pacientes que podem beneficiar de cuidados paliativos são aqueles cujo estado de saúdo está extremamente alterado. As pessoas principalmente afetadas são os pacientes:
  • No final da vida;
  • Sofrendo de uma doença grave ou incurável;
  • Vítimas de um grave acidente com lesões irreversíveis.

Tratamento

graças aos cuidados paliativos, as equipes médicas possuem hoje a possibilidade e sobretudo o dever de melhorar a qualidade de vida dos pacientes afetados. Para isso:
  • A dor é tratada e deve ser avaliada frequentemente para adaptar as moléculas utilizadas e suas doses;
  • Os sofrimentos físicos são amenizados graças á intervenção de um psicólogo e à escuta da equipe de cuidados paliativos: medicamentos ansiolíticos contra angústia, ou antidepressivos podem ser utilizados;
  • Os medicamentos não indispensáveis devem ser interrompidos;
  • Os sintomas incômodos ou causados por outros medicamentos são diminuídos ou abolidos ao máximo com utilização de moléculas contra os vômitos ou permitindo uma melhora do estado respiratório;
  • Cuidados de conforto são previstos como a higiene, ajuda com alimentação, limpeza...;
  • A família do paciente no fim da vida é também acompanhada e tratada.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:49 por asevere.
Este documento, intitulado 'Cuidados paliativos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.