Esteatose hepática - Diagnóstico e tratamento

Novembro 2017

A esteatose hepática é uma doença do fígado causada pelo acúmulo de triglicerídeos, um tipo de gordura, no tecido do órgão, que se depositam progressivamente através da corrente sanguínea. Neste caso, dois tipos de fenômenos podem ocorrer. Se o tecido do fígado for transformado em gordura, trata-se de uma degeneração. Se o tecido for simplesmente coberto de elementos gordurosos, falamos de infiltração.


A esteatose no homem é geralmente benigna. Esse fenômeno se desenvolve em pessoas que sofrem de alcoolismo crônico. Uma alimentação muito rica em gorduras é igualmente responsável pelo surgimento de esteatose hepática. As outras causas da esteatose são disfunção enzimática, excesso de açúcar no sangue ou uso de certos medicamentos. A principal complicação da esteatose é a ocorrência de cirrose hepática.

Sintomas da esteatose hepática

Na maioria dos casos, a esteatose hepática, em um primeiro momento, é assintomática, ou seja, não provoca nenhum tipo de sintoma. A médio prazo, é possível observar aumento do volume do fígado, sensação de incômodo no abdômen e sensibilidade do fígado ao palpar.

Diagnóstico da esteatose hepática

O diagnóstico da esteatose hepática se faz através de exame clínico com palpação, que descobre uma hepatomegalia (figado aumentado) e por meio de um exame de imagem do fígado. A ultrassonografia permite identificar os depósitos lipídicos no organismo. Um exame de sangue também pode ser prescrito com certa frequência para avaliar as possíveis evoluções da esteatose para um quadro de cirrose.

Tratamento da esteatose hepática

O tratamento da esteatose hepática depende da causa da patologia, mas o regime alimentar tem papel preponderante para a recuperação do paciente. A perda de peso é essencial no tratamento, exigindo mudança dos hábitos alimentares e prática de atividade física regular. Se o paciente for diabético, seu tratamento será ajustado e seu controle glicêmico reforçado. O álcool deve ser cortado sob pena de evolução rápida para a cirrose. O consumo de alimentos ricos em gordura deverá ser diminuído ou até suprimido. Se a esteatose for causada pelo consumo de remédio, seu uso deve ser imediatamente interrompido e substituído por outra substância quando necessário.

Prevenção da esteatose hepática

Para prevenir a formação de esteatose hepática, nada melhor do que um estilo de vida saudável. O álcool, principal causa da esteatose hepática, deve ser consumido com moderação. Ter uma alimentação saudável, rica em fibras e pobre em materiais gordurosos, e somar a isso uma atividade física regular também é extremamente importante.

Foto: © Fotolía.
Artigo original publicado por Jeff. Tradução feita por asevere. Última modificação: 13 de julho de 2016 às 13:57 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Esteatose hepática - Diagnóstico e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.