Amebas: parasitas que causam amebíase

Setembro 2017

A ameba, verme do tipo Entamoeba histolytica, são organismos minúsculos que vivem como parasitas intestinais em humanos e cães. Em seu ciclo de vida, antes de chegar à fase parasitária, elas ficam latentes na forma de cisto coberto com uma quitina que protegem o conjunto de amebas do ambiente. Quando o cisto é ingerido, ele entra no estômago e ali as amebas são liberadas gerando a amebíase. Estes parasitas se alimentam principalmente de bactérias e vestígios dos nutrientes no estômago do seu hospedeiro.


O que é a amebíase

A amebíase é uma enfermidade parasitária produzida pelas amebas ao entrar em contato com o intestino do seu hospedeiro.

Amebíase no mundo

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 50 milhões de novas infecções por amebíase ocorrem a cada ano. Ela é a terceira doença parasitária mais importante no mundo. Tem uma distribuição mundial, que varia em cada lugar. Registram-se até 70.000 mortes por ano causadas por esses parasitas em países menos desenvolvidos onde o acesso a esgoto e água tratada é baixo. Esta doença pode atingir o ser humano em qualquer idade, sendo mais comum em crianças e adultos jovens.

Modo de contaminação das amebas

A contaminação por amebas ocorre ao se comer, inadvertidamente, os cistos. Estes podem ser encontrados em alimentos extraídos do solo, tais como legumes, tubérculos, etc. Eles também pode ser transmitidos através de água ou ao tocar insetos infectados pelos amebas (como a mosca ou barata) e depois comer um pouco de comida, sem lavar as mãos. As amebas também têm algum componente de doenças venéreas e podem ser contraídas através de relações sexuais por meio de contato anal e oral.

Sintomas da amebíase

Os principais sintomas apresentados durante a amebíase são: fadiga intensa, diarreia, náusea, perda de peso, febre ocasional, dor abdominal, gás intestinal e flatulência. Ocasionalmente as amebas podem estar localizadas em outras áreas do corpo, causando infecções graves e sintomas tais como um abcesso hepático - massa cheia de pus no interior do fígado. Outros formas menos graves podem causar desconforto abdominal leve, alternando com períodos de constipação. Casos mais graves podem até causar a morte.

Como prevenir a contaminação por amebíase

Acima de qualquer outra medida, lave adequadamente alimentos crus e as mãos antes de comer. Em países onde a doença é endêmica, deve-se evitar consumir gelo nas bebidas, não tomar água que não esteja engarrafada ou não seja tratada e evitar alimentos crus ou frutas com casca.O organismo de pessoas não nativas das regiões endêmicas não está imunizado, sendo alvo fácil de micróbios, bactérias e parasitas. Quanto ao sexo, tanto para prevenir amebíase como qualquer outra doença venérea, o uso de preservativos é a melhor indicação.

Foto: © pathdoc - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por Jeff. Tradução feita por Joana.Saude. Última modificação: 6 de setembro de 2017 às 13:54 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Amebas: parasitas que causam amebíase', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.