Dor ciática: sintomas e tratamento

Setembro 2017

A lombociatalgia, também conhecida com dor ciática ou dor no nervo ciático, é uma dor causada pela compressão do nervo ciático originário nas vértebras L4 e L5, que afeta a região lombar, as nádegas e pernas. A dor pode ser tratada com analgésicos, fisioterapia ou cirurgia, dependendo da sua intensidade.


O que é a dor ciática

A lombociatalgia define a dor localizada na região lombar, ao longo do nervo ciático. O nervo ciático ou isquiático é o maior e mais espesso nervo do corpo humano. Ele sai de vários ramos nervosos na altura da coluna vertebral, em particular da base das duas últimas vértebras lombares L4 e L5, e dos três primeiros nervos sacrais. Depois segue para as nádegas, parte posterior das coxas e do joelho. Assim, o nervo ciático assegura sensibilidade e motricidade - movimentos voluntários e automáticos - da parte de trás da coxa.

O nervo ciático está envolvido na lombociatalgia causando dores que se estendem ao longo de todo o seu comprimento, ou seja, iniciando-se na lombar e nádegas e estendendo-se para coxas, pernas, pés e dedos do pé. Normalmente, fala-se de ciática para definir dores decorrentes de lesão ou irritação deste nervo.

Já lombociatalgia é usado especificamente quando a irritação do nervo provém originalmente da região de seu enraizamento, perto das vértebras, e quando a dor está presente em todo o trajeto do nervo. Isto pode se dever a uma doença reumática, uma infecção ou uma compressão do nervo por um tumor, ou mais frequentemente uma hérnia de disco entre duas vértebras.

Sintomas da lombociatalgia

Na lombocialtagia comum, o doente sente dor que afeta um lado do corpo, que se estende a partir da parte inferior da coluna, para as nádegas, a parte de trás da perna até o pé. É possível sentir como choques elétricos ou calor local neste trajeto. Dependendo da raiz nervosa afetada, o caminho da dor pode variar ligeiramente.

Quando a dor surge da raiz da vértebra L5, ela começa na nádega, vai até a parte posterior da coxa, em seguida, indo para sua lateral e cruza o joelho lateralmente e atinge a perna a nível do maléolo lateral e, algumas vezes, chega até o dedão do pé. Quando a dor surge na raiz S1 (vértebra sacral 1), estende-se pelas nádegas, a parte de trás da coxa, joelho, perna, calcanhar e borda externa do pé até o quinto dedo.

Diagnóstico da lombociatalgia

Em uma conversa com o paciente e ao realizar um exame clínico, o médico esclarece o local da dor, quais foram as circunstâncias que a desencadearam e quais são os movimentos que melhoram ou pioram a sensação. Além disso, o paciente pode fazer um teste conhecido como Lasegue, que desencadeia dor quando a perna, na posição esticada, é elevada gradualmente. O diagnóstico pode ser confirmado através de um raio-X da coluna vertebral ou uma ressonância magnética, que podem demonstrar o nível da lesão nos nervos e, por vezes, identificar a causa.

Tratamento da lombociatalgia

O tratamento inicial inclui uso de analgésicos ou anti-inflamatórios. O repouso total não é indicado no caso de lombociatalgia. Pelo contrário, o médico normalmente aconselha fisioterapia. Em alguns casos, os sintomas melhoram através da aplicação de injeções locais de corticoide. Em outros casos, a depender dos sintomas, recomenda-se cirurgia para descomprimir a raiz do nervo. Deste modo, pode ser apropriado efetuar uma laminectomia.

Foto: © Photographee.eu - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 18 de setembro de 2017 às 12:03 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Dor ciática: sintomas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.