Aterosclerose

Novembro 2017


Definição

a aterosclerose é uma forma de degeneração das artérias. Ela se manifesta pela formação de placas de ateroma na camada interna das artérias. As placas de ateroma são um acúmulo de diversos elementos como a gordura essencialmente representada pelo colesterol, o cálcio e os dejetos das células. O tabagismo, obesidades, sedentarismo, alcoolismo, diabetes, hipertensão arterial ou ainda anomalias lipídicas como o excesso de colesterol são fatores susceptíveis de agravar ou favorecer a aterosclerose. Pode também ser uma questão de fatores genéticos quando os antecedentes familiares de acidentes cardiovasculares são observados.

Manifestações

Os sintomas variam em função das artérias sofrendo de aterosclerose:
Infarto do miocárdio no caso de problemas nas artérias coronárias;
Acidentes vasculares cerebrais afetando as artérias carótidas e do cérebro;
Aneurisma, sobretudo da aorta;
Arterite obliterante dos membros inferiores.

Diagnóstico

o médico realiza um interrogatório do paciente suspeito de aterosclerose. Trata-se às vezes de identificar os antecedentes familiares e de observar o conjunto de fatores de risco precipitados, chamados de fatores de risco cardiovasculares, apresentados pelo doente.
Em função dos sintomas apresentados pelo paciente, testes podem ser feitos: um eletrocardiograma, uma angiografia coronária, um ultrassom Doppler nas artérias dos membros inferiores ou dos troncos supra aórticos, exploração das artérias do pescoço com destino ao cérebro.
A angiografia coronária é uma radiografia das artérias que alimentam o coração: as artérias coronárias. Um líquido, geralmente de iodo na ausência de alergias, é injetado nas artérias que assim se tornam visíveis. O médico pode ainda observar a circulação sanguínea. O ultrassom Doppler utiliza ondas sonoras emitidas com alta frequência que ressaltam sobre os vasos sanguíneos para em seguida se transformar em imagens que refletem a circulação sanguínea. Um exame biológico hormonal também será solicitado.

Tratamento

o médico pode também receitar medicamentos que reduzem as taxas de lipídios e colesterol no sangue ou ainda anticoagulantes para prevenir os riscos de formação de coágulos (trombos) sanguíneos. Outros medicamentos são utilizados para combater as doenças metabólicas que aumentam o risco cardiovascular como hipertensão e diabetes. Em caso de calibre de uma artéria muito diminuída pela aterosclerose responsável por sintomas, uma cirurgia pode ser realizada.

Prevenção

é necessário conhecer e dominar a sua pressão arterial, sua diabetes e sua taxa de colesterol, sempre adotando um estilo de vida saudável. É, portanto recomendado evitar o tabaco, praticar atividades físicas regulares, adotar uma alimentação com pouca gordura, controlar seu peso, seu consumo de álcool e reduzir seu nível de estresse.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:47 por asevere.
Este documento, intitulado 'Aterosclerose', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.