Mitos sobre a síndrome de ovário policístico

Dezembro 2017

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é um desequilíbrio hormonal comum e geralmente leve. É também conhecida como doença polifolicular do ovário. O termo policístico indica que existem vários pequenos cistos em um ou ambos os ovários embora geralmente não apresentem nenhum perigo ou necessitem de operação por serem benignos. Existem vários mitos e dúvidas sobre esta síndrome. Por isso, a importância de esclarecer este tópico.


É normal ter ciclos irregulares na juventude

Não é normal ter ciclos irregulares quando se é jovem. Dois anos após a menarca as mulheres devem ter ciclos regulares: o ideal é ter uma menstruação a cada 26 a 30 dias. Pode ser aceitável entre 24 e 36 dias. Ciclos de duração diferente desta não são aceitáveis.

Estresse bloqueia a menstruação

Às vezes, o estresse pode alterar os ciclos menstruais. No entanto, este deve ser um evento grave, como luto, incêndio ou choque. Viagens e mudanças de trabalho numa mesma cidade não devem afetar os ciclos menstruais. Se isso acontecer deve-se atentar para a presença de outros sintomas e consultar um ginecologista.

Quando você casar ou tirar férias vai menstruar

Todas essas situações (casamentos, formaturas etc.) são maravilhosas, mas não têm nada a ver com a regularização dos ciclos menstruais. Se há um problema hormonal, isso não vai mudar porque a nossa vida varia um pouco e o problema vai persistir. Não espere que alguma situação vá resolver os problemas da SOP. É melhor consultar um ginecologista assim que surgir a desconfiança de que você está sofrendo da doença.

Tenho ciclo irregular e engravidei

Ter ciclos irregulares não significa que a mulher não pode engravidar, nem o fato de o ciclo ser irregular é sinônimo de SOP. De fato, metade das mulheres com ciclos irregulares ovulam. No entanto, isso indica um problema de saúde como ovários policísticos ou também pode resultar de uma dieta pobre ou hábitos poucos saudáveis em geral.

Para ter SOP tem que ter ovários policísticos

Muitas mulheres têm ovários policísticos, mas não SOP e muitas mulheres com SOP não têm ovários policísticos. A maioria dos especialistas irá avaliar se você tem ovários policísticos como parte do tratamento da SOP, mas a síndrome pode existir mesmo em quem não tenha cistos ovarianos, pois outros dois critérios foram atendidos: oligomenorreia (algumas menstruações) ou amenorreia (ausência de menstruações), e hiperandrogenismoclínico (excesso de pelos, acne, queda de cabelo) ou analítico (altos níveis de hormônios masculinos em exame de sangue).

Portadoras de SOP são gordas

Muitas mulheres com SOP têm excesso de peso, mas também há muitas que não têm. Mesmo em países com tradição de mulheres mais magras, como nos países da Ásia, há mulheres com diagnóstico de SOP. Muitos estudos têm sido realizados com as mulheres que são obesas, e, por conseguinte, a abordagem tem sido a de que esta é uma característica das mulheres com SOP. Essa visão é equivocada.

Emagrecimento cura a SOP

A obesidade pode causar problemas de fertilidade, mas impor perda de peso a uma mulher com SOP e achar que esta será a cura para a doença é um erro. Alguns fatores dentro da SOP causam ganho de peso, mas o aumento não causa SOP. A perda de pelo menos 5% de peso entre mulheres com SOP pode ajudar na fertilidade, mas a SOP ainda permanecerá e pode haver ainda outras condições relacionadas à síndrome. Perder peso com SOP não é fácil, mas é muito benéfico.

Dieta com pouca gordura e muito carboidrato é a melhor opção

Quando uma mulher com SOP é submetida a uma dieta pobre em gordura e rica em carboidratos, os resultados não são favoráveis. Pesquisas recentes têm mostrado que uma das condições associadas a SOP é a incapacidade do corpo de processar insulina. Portanto, dieta semelhante à prescrita para pacientes diabéticos pode ser benéfica para mulheres com SOP, porque se concentra em alimentos com baixo índice glicêmico (necessita de menos insulina para o metabolismo).

Anticoncepcionais curam a SOP

Os anticoncepcionais são uma medida paliativa. A menstruação se regulariza, mas a alteração básica persiste e, em caso de resistência à insulina, pode piorar o quadro e causar ganho de peso.

Mulher com SOP nunca poderá ser mãe

Algumas pessoas acham que, como a SOP provoca infertilidade, nunca mais terão filhos e, portanto, não precisam utilizar contracepção. Mas, como já foi comprovado, muitas mulheres com SOP podem ficar grávidas naturalmente. Outras precisam de ajuda médica. Portanto, se você não estiver planejando uma gravidez, consulte seu médico para adoção de um contraceptivo, pois há chance de gravidez.

Cistos ovarianos não implicam em infertilidade

Há tipos diferentes de cistos ovarianos: pode-se ter certo tipo de cistos e ser muito fértil. Se uma mulher com SOP têm cistos foliculares, eles não serão liberados. Outras mulheres (que podem ou não ter SOP) podem apresentar outros tipos de cistos que não necessariamente afetam sua fertilidade.

Foto: © Ivan Kotliar - 123RF.com
Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 18 de setembro de 2017 às 13:23 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Mitos sobre a síndrome de ovário policístico', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Síndrome de Tourette: sintomas e tratamento
Síndrome de Angelman - Sintomas e tratamento