Causas das dores na omoplata

Julho 2017

Dores na omoplata são sinais de patologias variadas, a maioria das vezes de origem funcional. Em casos menos frequentes, este tipo de dor pode indicar enfermidades mais graves.


Quando consultar um médico por dor na omoplata

As dores na omoplata ou escápula são devidas, na maioria das vezes, a uma patologia funcional já conhecida. Em caso de ocorrência de sintomas dolorosos e intensos sem causa aparente, como um traumatismo, é imperativo consultar um médico o mais rápido possível.

Funções da omoplata

A omoplata ou escápula é um osso plano triangular com uma ponta inferior, que está na parte posterior do ombro. A omoplata é composta por três elementos: acrômio, protuberância óssea que se articula com a clavícula; cavidade glenoidal, que se articula com o úmero; e coracoides, local de inserção do ligamento e dos músculos do ombro e braço. A omoplata serve de cavidade e ponto de inserção para numerosos músculos e tendões do braço, pescoço e peito.

Fratura da omoplata

A fratura da omoplata é rara, já que os músculos que cobrem o osso previnem traumatismos. Uma fratura ocorre somente em caso de choque violento sobre a face externa do osso. Nestes casos, o tratamento mais comum consiste na imobilização do local (do cotovelo ao torso) e reeducação para evitar anquilose do ombro. Dependendo do ângulo e da violência do choque, são possíveis diferentes tipos de fratura. Segundo a gravidade da fratura e o local afetado, tratamentos mais ou menos intensos, inclusive com intervenções cirúrgicas, são necessários.

Instabilidade e deslocamento do ombro

O ombro é a articulação mais móvel do corpo. Sua instabilidade resulta em desequilíbrio entre mobilidade e estabilidade da articulação. Constitui um fator de risco de luxação ou subluxação da articulação, sobretudo em jovens e profissionais que forçam esta articulação. Se houver deslocamento do ombro, a união dos ligamentos situada em torno dele se desprende da borda da omoplata, na maioria das vezes para a frente ou para baixo. Uma instabilidade do ombro e repetidos episódios de luxações podem causar desgaste da borda da escápula.

Síndrome do angular da omoplata

O músculo angular da omoplata une a omoplata à parte posterior da coluna vertebral. Por fadiga, má posição (por exemplo, cabeça desalinhada de forma prolongada) ou esforço, esse músculo pode se contrair. Esta contração exacerba o bloqueio da terceira, quarta ou quinta vértebras cervicais, mais frequentemente responsáveis por esta patologia. Os sintomas incluem dor na parte superior da dorsal, dor na parte inferior da cervical, diminuição da mobilidade do pescoço e, eventualmente, dores que irradiam para braço e ombro.

Lesão do músculo romboide

O músculo romboide é um músculo torácico oblíquo, localizado entre a coluna vertebral e a omoplata. Esta lesão muscular ocorre principalmente durante a prática de esportes. Resulta da separação brutal da escápula ou de um esforço muito grande em um dos braços. Um ultrassom evidencia a lesão muscular do romboide, que precisa de imobilização de duas a três semanas para permitir a cicatrização.

Tendinite

Uma tendinite que afeta um dos tendões da área escapular (ombro, omoplata e pescoço) pode ser a causa de dores agudas, localizadas na omoplata.

Artrite ou artrose

Uma dor localizada na altura da omoplata também pode ser sinal de um desgaste da articulação do ombro (artrose) ou sua inflamação (artrite). Em caso de artrite, há risco de irradiação até a omoplata e surgimento de dores crônicas e intensas na região escapular. Caso a origem da artrite seja infecciosa, inflamatória ou genética, é necessário um tratamento adaptado. A artrose do ombro, muito mais rara que a artrose dos quadris ou joelho, e cervical também podem ser causas de dores na omoplata.

Outras patologias ósseas na região

Em casos raros, as dores da omoplata podem ocorrer devido a várias patologias ósseas próximas, especialmente tumores primitivos ou metástases, a doença de Paget ou a osteíte inflamatória.

Fibromialgia

Dores nas omoplatas ou na região entre os ombros são sintomas dolorosos da fibromialgia. Neste caso, estas zonas ficam sensíveis à pressão. É importante notar, no entanto, que o diagnóstico de fibromialgia se baseia no exame de outros numerosos sintomas (cansaço, distúrbios do sono e psicológicos, entre outros) e, isoladamente, dores nas omoplatas.

Problemas cardíacos

Certos problemas e doenças cardíacas, tais como angina de peito e infarto do miocárdio, podem provocar dores que irradiam a partir do peito e afetam particularmente braço, pescoço, garganta, mandíbula e omoplata. Em todos os casos, diante do surgimento repentino e intenso de tais sintomas deve-se consultar um médico imediatamente.

Foto: © Andrey Burmakin - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Joana.Saude. Última modificação: 30 de março de 2017 às 17:54 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Causas das dores na omoplata', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.