Stevia: benefícios e riscos

Agosto 2017

Nos últimos anos, uma planta subtropical tem causado bastante alvoroço: é a Stevia rebaudiana, da família Asteraceae. A stevia é um produto obtido da planta Stevia rebaudiana em uma mistura de substâncias que é usada como adoçante. Natural da América do Sul, a planta provocou polêmica na Europa, quando autoridades de saúde tentaram barrar sua comercialização. Atualmente, seu uso é liberado também na região.


Vantagens da stévia

A stévia é aproximadamente 300 vezes mais doce que o açúcar convencional. O corpo quase não processa a stévia e, assim, não retira quase nenhuma energia dos constituintes da planta. Portanto, a stévia é considerada um adoçante quase livre de calorias.

Benefícios da stevia

Além de ser bem menos calórica que o açúcar, o que pode auxiliar no processo de emagrecimento, a stevia também auxilia no controle do apetite, outro fator que a torna um aliado importante para a perda de peso. Alguns anúncios apregoam outras propriedades da stevia que não foram comprovados cientificamente e não devem ser levadas em conta.

Riscos da stevia

Algumas pessoas apresentam quadros de náuseas, dores e fraqueza por conta do uso exagerado de stevia. Além disso, o produto é contraindicado para crianças pequenas e gestantes. Pacientes com hipertensão e diabetes também não devem fazer uso de stevia já que ela pode desencadear uma redução muito expressiva - e perigosa para esse grupo de pessoas - dos níveis de pressão arterial e glicose no sangue.

Proibição da stevia

Na região de origem da planta entre o Paraguai e o Brasil, as pessoas usam a stevia há vários séculos como adoçante natural. No entanto, a stevia foi proibida por muito tempo em alguns países europeus, devido a uma discussão sobre os possíveis efeitos mutagênicos da planta. Em 2004, a Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar disse que os ingredientes doces da planta são inofensivos para a saúde. Em dezembro de 2011, dez aditivos alimentares de stévia – chamados glicosídeos de esteviol – foram permitidos na Europa. No Brasil, nunca houve proibição para o consumo da planta.

Produção industrial da stevia

Embora, diferentemente do aspartame e ciclamato, a stevia se baseie em uma matéria-prima natural, a produção de glicosídeos de esteviol é um processo industrial em que alguns produtos prejudiciais, tais como sais de alumínio, são usados.

Foto: © zerbor -123RF.com

Veja também

Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 18 de julho de 2017 às 11:04 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Stevia: benefícios e riscos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.