Efeitos colaterais do misoprostol para o feto

Julho 2017

O misoprostol, princípio ativo do medicamento vendido com nome comercial de Cytotec®, é uma substância análoga à prostaglandina E1, inicialmente comercializada para a prevenção e tratamento de úlceras gástricas. Atualmente, seu uso foi estendido para o campo da obstetrícia e ginecologia para alcançar o amadurecimento cervical e assim induzir o trabalho de parto ou facilitar a remoção dos restos embrionários e também para término precoce de uma gestação.


Uso do misoprostol como abortivo

As propriedades do misoprostol se tornaram conhecidas para a população geral e seu uso tem sido cada vez maior como método abortivo. De acordo com uma pesquisa realizada em sete hospitais do Rio de Janeiro, cerca de 57% das mulheres que deram entrada nas instituições por aborto incompleto admitiram o uso de misoprostol como método abortivo.

Efeitos do misoprostol sobre a gestante

Em geral, o uso de misoprostol pode desencadear, no máximo, efeitos colaterais passageiros e de pouca importância, tais como cãibras, náusea, vômito, diarreia, cefaleia e calafrios intensos.

Quando o misoprostol não funciona

Apesar de ser bastante eficaz na interrupção da gravidez, entre 10% e 15% das pacientes continuam com a gestação após o uso do medicamento.

Efeitos do misoprostol sobre o feto

Quando o uso do misoprostol é feito para fins abortivos e este não acontece, há riscos de que o feto apresente anomalias congênitas. Há relatos de malformações associadas ao uso do misoprostol como método de aborto falho. As principais alterações afetam as extremidades e o sistema nervoso central. Os distúrbios mais comuns são comprometimento de um ou mais nervos cranianos, especialmente VI e VII que juntos geram a chamada síndrome de Moebius.

Síndrome de Moebius

O misoprostol tem sido associado em muitos estudos à síndrome de Moebius. Os mecanismos pelos quais o misoprostol pode causar esta síndrome têm sido pesquisados por diversos cientistas. Várias teorias surgiram, mas a mais convincente é a que sugere que o misoprostol gera um efeito vasoconstritor, causando isquemia transitória no feto. Tal condição afeta principalmente os núcleos de nervos cranianos. O principal mecanismo proposto afirma que as contrações uterinas intensas e prolongadas gerariam redução do fluxo sanguíneo em certas áreas e restringiriam o crescimento e movimento fetal adequados. Os distúrbios das extremidades também seriam gerados por este mecanismo misto.

Sintomas da síndrome de Moebius

Os sintomas ocorrem geralmente de forma bilateral e podem estar associados à paralisia de outros nervos cranianos como o oculomotor, trigeminal, glossofaríngeo e vago. A síndrome de Moebius é uma doença rara, caracterizada por paralisia facial por toda a vida. As pessoas afetadas não podem sorrir ou franzir a testa, e muitas vezes não podem mover os olhos de um lado para o outro. Em alguns casos, a síndrome também está associada a problemas físicos em outras partes do corpo.

Os sintomas mais evidentes estão relacionados às expressões e características faciais, tais como capacidade de sugar, salivação excessiva, micrognatia (mandíbula inferior menor que o normal), úvula bífida, olhos cruzados e deformidades da língua. Frequentemente há problemas como dificuldade de deglutição, atraso motor pela fraqueza do corpo superior, limitação de movimentos da língua, déficit de audição e ausência de movimento lateral do olho. Também podem ocorrer problemas nos dentes e dificuldades de fala, especialmente dos sons feitos de boca fechada. Baixo tônus muscular e anomalias nos pés são outros sintomas da síndrome.

Poucos casos descritos na literatura médica

Embora já tenham ocorrido alguns relatos de malformações associadas ao uso de misoprostol, há poucos casos na literatura médica internacional que apresentem dados estatisticamente significativos para apoiar a tese de que o uso de misoprostol desempenha papel importante no nascimento de bebês com a síndrome de Moebius e demais anomalias.

Foto: © OLEKSANDR MARYNCHENKO - 123RF.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Joana.Saude. Última modificação: 7 de abril de 2017 às 13:58 por CCM International.
Este documento, intitulado 'Efeitos colaterais do misoprostol para o feto', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.