Sarcopenia: causas, sintomas e tratamentos

Julho 2017

Com o envelhecimento, a massa e a força muscular diminuem num processo que a medicina chama de sarcopenia. Essa doença se manifesta geralmente a partir dos 70 anos e vai se agravando com o passar do tempo. Saiba como limitar seus efeitos nas dicas abaixo.


Causas da sarcopenia

A sarcopenia se deve a uma diminuição progressiva do número de fibras musculares. Este fenômeno é normal e se agrava com o tempo. Suas principais causas são alteração das proteínas musculares, degradação do comando nervoso das contrações musculares, queda na taxa de hormônios anabolizantes, aportes insuficientes de proteínas via alimentação e uso de certos medicamentos. Outros fatores como a baixa utilização dos músculos podem favorecer a perda de massa muscular, principalmente quando o idoso passa por momentos repetidos de inatividade ou fica de cama e hospitalizado.

Sintomas da sarcopenia

A sarcopenia geralmente passa despercebida no começo e costuma se iniciar afetando tarefas do cotidiano, como o andar, subida de escadas e o movimento de deitar e levantar da cama. A força muscular - em declínio quando o paciente sofre da doença - é a responsável por garantir o equilíbrio e corrigir a postura corporal.

A doença é dividida em três estágios de evolução. No primeiro, a pré-sarcopenia, o paciente perde apenas massa muscular. Num segundo momento, a sarcopenia em si, o paciente perde massa e força muscular. No último estágio, a sarcopenia severa, os músculos também perdem performance, impedindo que o indivíduo realize certas atividades. Os riscos de complicações já estão presentes a partir do segundo estágio. A sarcopenia favorece a ocorrência de quedas, fraturas e imobilizações.

Diagnóstico da sarcopenia

Um médico geriatra é capaz de, apenas com base nos relatos do paciente e alguns testes clínicos, constatar a ocorrência de sarcopenia. Apenas a partir do diagnóstico médico e a prescrição de tratamentos medicamentosos é que o paciente pode iniciar a tomar suplementos e outros produtos para combate da sarcopenia.

Tratamento da sarcopenia

Ações de reforço muscular e a prática regular de atividade física são os melhores meios de tratar e desacelerar a evolução da sarcopenia. Cuidados regulares, adaptados à idade e estado de saúde do paciente, permitem manter (ou mesmo aumentar) a velocidade do caminhar e evitar quedas, que podem ter consequências muito graves entre idosos.

É recomendável completar as atividades físicas com ingestão de proteínas via alimentação para limitar a perda de massa muscular. Por dia, deve-se comer de 1 a 1,2 grama de proteína por quilograma de peso. Tratamentos hormonais substitutivos podem também ser utilizados.

Prevenção da sarcopenia

Mais do que os tratamentos empregados, a sarcopenia é uma condição que pode ser prevenida com adoção de hábitos de vida saudáveis, tais como prática regular de atividade física e dieta balanceada, com ingestão suficiente de proteína animal. Outras ações, como não fumar, não exagerar no consumo de álcool e evitar o estresse, também são fundamentais para impedir o surgimento de quadros de sarcopenia.

Sarcopenia em jovens

Com forte associação com o envelhecimento, a sarcopenia também pode ocorrer entre jovens adultos. Os principais fatores de risco para a doença entre pessoas abaixo dos 50 anos são tabagismo, sedentarismo e imunidade baixa.

Foto: © Kurhan - 123RF.com

Veja também

Publicado por Pedro.Saude. Última modificação: 11 de maio de 2017 às 11:42 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Sarcopenia: causas, sintomas e tratamentos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.