Verruga plantar: causas e tratamento

Dezembro 2017

As verrugas plantares, também chamadas popularmente de olho-de-peixe, são lesões comuns e benignas da pele relacionadas com o papilomavírus humano (HPV), também responsável por outras doenças como o câncer de colo do útero. Conheça abaixo suas características e como tratar este tipo de verrugas.


Definição de verrugas

As verrugas são lesões benignas ao redor da epiderme, que se manifestam sob a forma de excrescências ásperas, alojadas em diferentes partes do corpo. Além dos pés, elas também surgem de maneira frequente nas mãos e braços.

Verruga plantar e HPV

As verrugas plantares estão relacionadas a diferentes tipos de vírus da família do papiloma humano (HPV). Esse agente é bastante contagioso e afeta entre 7% e 10% da população, particularmente crianças e adolescentes.

Tipos de verrugas plantares

A verruga plantar, como o seu nome indica, é formada na sola do pé e possui dois tipos: verrugas olho-de-peixe, relacionada ao tipo 1 do HPV e mais comuns, e verrugas de superfície (mosaico), relacionadas ao tipo 2 do HPV.

Transmissão de verrugas plantares

Alguns locais onde circulam várias pessoas são propícios para a transmissão do vírus, como caminhar sobre superfícies úmidas das piscinas, tomar banhos em chuveiros públicos ou permanecer descalço em praias e centros esportivos. A transmissão precisa de uma porta de entrada, que é, na maioria das vezes, uma lesão pequena na pele (bolha ou corte).

Sintomas da verruga plantar

Verruga olho-de-peixe

A verruga olho-de-peixe é uma verruga profunda e única, compreendendo apenas algumas unidades. Tal verruga plantar é sensível ao toque e se torna especialmente dolorosa ao caminhar. A verruga olho-de-peixe também se caracteriza pela presença de um anel chamado ceratótico, que constitui espessamento delimitado da epiderme. Este tipo de verruga plantar é marcado por conter pontos pretos no centro da lesão.

Verruga superficial

A verruga superficial corresponde à formação de um conjunto de verrugas não dolorosas com aspecto semelhante ao das calosidades. Em geral, é a que mais pode ser confundida com os calos. Elas aparecem na planta do pé, normalmente próximos ou sobre os dedos dos pés.

Diagnóstico das verrugas

O diagnóstico, que se baseia em um exame clínico simples, permite distinguir a verruga plantar de outras condições de pele com aparência semelhante, tais como calos, cicatrizes fibrosas, granulomas ou corpos estranhos (presença de um organismo na camada ímpar da epiderme). Apenas um profissional de saúde é capaz de fazer o diagnóstico diferencial da verruga.

Tratamento para verrugas plantares

Na maioria dos casos, as verrugas plantares curam espontaneamente, em um intervalo que varia entre meses e dois anos. Mas as dores que podem provocar em alguns pacientes justificam a busca por um tratamento médico que elimine o problema de maneira definitiva. As verrugas plantares podem ser tratadas com uma preparação queratolítica (ácido salicílico, ácido fórmico ou ácido tricloroacético) de uso tópico. Este tratamento é particularmente contemplado para os casos de verrugas em mosaico, mas pode levar muito tempo para garantir a cura das verrugas. Além disso, seu uso é contraindicado para bebês, gestantes e diabéticos.

Por conta disso, há procedimentos alternativos e cada vez mais difundidos em clínicas dermatológicas, como a crioterapia, que realiza uma aplicação de nitrogênio líquido para congelar a verruga e realizar sua extração com uso de um bisturi. O frio, que pode chegar a -50ºC, funciona como anestesia local e o paciente não sente o pequeno corte realizado pelo dermatologista. Alguns produtos de ação semelhante à crioterapia estão disponíveis em farmácias, mas é essencial consultar um médico antes de usá-los. Outra opção é o tratamento a laser com CO2, técnica que requer anestesia local e pode deixar uma cicatriz.

Tratamento caseiro de verruga plantar

Um tratamento caseiro muito utilizado contra verrugas na planta dos pés é a compressa com casca de banana. Coloque um pedaço da casca - com a parte branca em contato com a pele - na região da verruga e mantenha a pressão sobre o local com ajuda de uma compressa. Repita o procedimento diariamente, sempre trocando a casca utilizada.

Prevenção de verrugas plantares

Para prevenir a transmissão do vírus, recomenda-se usar sandálias quando anda-se na borda da piscina e cobrir a verruga durante o tratamento para limitar o risco de contágio.

Quando consultar um médico

Em caso de dúvida, consulte um médico. Uma verruga plantar pode ser confundida com outras lesões mais ou menos graves de pele. A remoção de uma verruga deve acontecer em uma consulta médica.


Foto: © Arve Bettum - Shutterstock.com
Artigo original publicado por p.horde. Tradução feita por Joana.Saude. Última modificação: 12 de abril de 2017 às 15:28 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Verruga plantar: causas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.