Doenças respiratórias mais comuns

Setembro 2017

Atualmente, 64 milhões de pessoas sufrem de doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) e pelo menos 3 milhões morrem todos os anos em decorrência deste problema. Conheça as doenças respiratórias mais comuns em todo o mundo.


Resfriado

O resfriado é uma doença infecciosa leve do aparato respiratório causada pelo rinovírus e coronavírus. Os sintomas principais são espirros, tosse com muco, congestão nasal, dor de cabeça, lacrimejamento e fadiga. Uma das doenças mais comuns do mundo, o resfriado costuma durar de três a dez dias.

Gripe

A gripe é uma doença viral com alto índice de contágio e transmitido por contato direto com secreções de tosse e espirro. Os principais sintomas são febre, calafrios, dor de cabeça, mal-estar generalizado, tosse intensa, dor de garganta, congestão nasal e, em certas ocasiões, náuseas e vômitos. Não existe tratamento específico para a gripe e este varia de acordo com os sintomas apresentados e o tipo de vírus que provocou a infecção.

Amigdalite

A amigdalite é uma inflamação das amígdalas, que aumentam de tamanho e adquirem uma coloração avermelhada recoberta por uma capa de pus de cor branca, amarela ou cinza. Os sintomas da doença são dor de garganta forte, febre, inflamação dos gânglios linfáticos do pescoço e dificuldade para respirar. O tratamento deve ser indicado pelo médico de acordo com a causa da amigdalite, que pode ser bacteriana ou viral.

Rinofaringite

A rinofaringite é uma doença infecciosa que muitas vezes é confundida com o resfriado. A diferença principal entre as duas é que a rinofaringite provoca inflamação maior das vias aéreas e, por isso, exige tempo de recuperação mais longo. Seus principais sintomas são falta de energia, congestão nasal, irritação dos olhos, dor de garganta intensa, afonia (perda de voz), febre e dores pelo corpo.

Asma

A asma é uma doença marcada pelo estreitamento das vias aéras e que provoca dificuldade de respiração, sibilos, dor no peito e tosse. Diferentes fatores podem desencadear uma crise de asma, como contato com animais, pó, mudanças climáticas, certos produtos químicos e alimentos, exercício físico, pólen, infecções respiratórias, estresse e fumaça de tabaco. Seu tratamento é feito com broncodilatadores e corticoides inalados.

Bronquite

A bronquite é uma inflamação dos brônquios caracterizada pela tosse com muco, dificuldade de respirar, tonteiras e aperto no peito. Existem dois tipos de bronquite - aguda e crônica. Se a bronquite é do tipo bacteriano deve ser tratada com antibióticos. Já se ela causa dificuldades respiratórias, é necessário uso de broncodilatadores.

Pneumonia

A pneumonia é uma inflamação do pulmão e está entre as doenças respiratórias mais sérias. A pneumonia ocorre quando os pulmões são expostos a bactérias, vírus ou fungos. Seus sintomas são tosse, dificuldade para respirar, dor no peito, dores musculares e expectoração, às vezes com sangue. O tratamento varia de pessoa para pessoa e de acordo com a causa da doença, mas geralmente se utilizam antibióticos e repouso.

Otite

A otite é uma infecção que ocorre nos tecidos do conduto auditivo externo. Alguns sintomas da otite são dor de ouvido, dificuldade para escutar, febre e corrimento no ouvido. O tratamento consiste geralmente no uso de antibióticos e analgésicos.

Tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa provocada pelo Micobacterym tuberculosis. Ela se propaga no ar e contagia por meio de tosse e espirros. A tuberculose afeta principalmente os pulmões mas também pode ocorrer em outros órgãos. Seus sintomas são tosse persistente, febre de tarde e noite, cansaço, perda de peso, suores noturnos e falta de apetite. Para o tratamento, devem ser utilizados antibióticos como a pirazinamida ou isoniazida.

Observação: o tratamento da tuberculose dura seis meses e não deve ser interrompido mesmo com o fim dos sintomas.

Foto: © Takasu - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 18 de setembro de 2017 às 12:03 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Doenças respiratórias mais comuns', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.