Remédios para diabetes

Novembro 2017

A diabetes é uma doença crônica que se apresenta em duas formas. A diabetes tipo 1 é normalmente congênito e é provocado pela incapacidade do pâncreas em produzir insulina, hormônio que controla o nível de açúcar no sangue. Já a diabetes tipo 2 é geralmente adquirido e causado pelo desenvolvimento de resistência do organismo à insulina a partir de fatores de risco como obesidade, sedentarismo e alimentação desregulada.

Para cada um dos tipos de diabetes, há uma forma específica de tratamento, que deve ser seguido à risca pelo paciente. Além disso, a diabetes tipo 1 exige tratamento para toda a vida enquanto o tipo 2 permite cura de acordo com a capacidade do paciente em ajustar seus hábitos de vida.


Remédios para diabetes tipo 1

O principal remédio para o controle da diabetes tipo 1 são as injeções de insulina. Há três tipos de insulina. O primeiro é chamado de insulina de ação rápida e é o mais utilizado por portadores da diabetes tipo 1. Esta forma do hormônio exige aplicações antes ou após as refeições para controle da taxa de insulina na corrente sanguínea. Também é preciso realizar a medição da glicose antes de todas as aplicações para se determinar a quantidade de hormônio a ser injetado.


Além desta, há a insulina de ação intermediária, que tem efeito entre 6 e 12 horas, e a insulina de ação lenta, que é aplicada apenas uma vez por dia. A decisão sobre qual tipo de insulina deve ser utilizado pelo paciente cabe única e exclusivamente ao médico especialista.

Remédios para diabetes tipo 2

Além de, em alguns casos, também exigir o uso de injeções de insulina, o tratamento da diabetes tipo 2 é feito normalmente com uso de hipoglicemiantes orais. Há diversas substâncias hipoglicemiantes, sendo a mais conhecida a metformina.

Assim como o tipo de insulina usado por um diabético do tipo 1, a decisão sobre qual substância tomar é feita pelo médico especialista. Principalmente em idosos, é possível que o profissional de saúde prescreva o uso de dois ou mais hipoglicemiantes orais combinados para o controle da diabetes tipo 2.

Por ser uma condição adquirida e provocada pelo sedentarismo, sobrepeso ou obesidade e hábitos alimentares ruins do paciente, a diabetes tipo 2 também pode ser tratado e curado com mudanças de vida do paciente, tais como a prática de atividade física regular e redução ou eliminação do consumo de açúcar, entre outros ajustes na alimentação.

Remédios para diabetes emagrecem

Alguns medicamentos para a diabetes, entre eles a metformina, além de controlar a doença também auxiliam na perda de peso. Apesar disso, não é recomendado que pessoas sem diabetes façam uso desta classe de medicamentos para garantir a redução do peso.

Remédios naturais para diabetes

Alguns chás e alimentos podem auxiliar no tratamento da diabetes. No entanto, estes produtos jamais podem ser utilizados para substituir o tratamento convencional recomendado por um médico. Eles servem apenas como forma de complementar o tratamento e auxiliar o organismo.

Entre os remédios caseiros estão a farinha de casca de maracujá, que contém pectina, fibra que reduz a taxa sanguínea de glicose, e o chá de quixaba, outro aliado no controle dos níveis de açúcar no sangue de um portador da diabetes.

Foto: © kostrez - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 13 de outubro de 2017 às 10:32 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Remédios para diabetes', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.