Complicações do vírus H1N1

Novembro 2017

O vírus H1N1 é benigno na maioria dos casos. Porém, em certas circunstâncias, o vírus da gripe pode provocar complicações severas e até mesmo levar o paciente à morte.

Fatores que complicam a gripe

O vírus H1N1, um dos subtipos da influenza A, pode agravar doenças já existentes como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), diabetes, insuficiência renal, insuficiência hepática ou insuficiência cardíaca. As pessoas com obesidade, imunodepressão ou alcoolismo crônico também podem desenvolver formas graves da gripe provocada pelo H1N1.

Vírus H1N1 pode causar a morte

O vírus H1N1 pode provocar a morte do paciente devido à chamada Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que surge alguns dias depois do aparecimento dos primeiros sintomas do quadro gripal. A síndrome corresponde ao surgimento de uma insuficência respiratória aguda que exige internação urgente.

Os sintomas da SRAG são aparição repentina de tosse, cianose (coloração azulada dos lábios e extremidades), mal-estar físico, perda de consciência e quadro de asfixia. A SRAG também pode ocorrer em pessoas jovens e de boa saúde.

Prevenção das complicações do H1N1

A melhor forma de prevenir a ocorrência da infecção pelo H1N1 e suas complicações é o uso da vacina contra a gripe. Todo ano, a campanha nacional de vacinação ocorre entre os meses de abril e maio. As vacinas são distribuídas gratuitamente na rede pública de saúde. Idosos, crianças de até cinco anos, gestantes, profissionais de saúde, indígenas e população carcerária devem ser imunizados prioritariamente.

Foto: © Halfbottle - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 30 de maio de 2016 às 11:59 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Complicações do vírus H1N1', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.