Síndrome do pânico: tratamento e cura

Novembro 2017

A síndrome do pânico é um transtorno psicológico que provoca crises de medo, ansiedade e terror. A recorrência das crises incapacita o paciente que passa a evitar realizar tarefas e até mesmo sair de casa pelo temor de novos ataques.


Causas da síndrome do pânico

Em geral, estudiosos da síndrome do pânico atuam com três linhas de pesquisa para determinar as causas do problema, até hoje relativamente desconhecidas. As três vias são neuroanatômica, comportamental e psicanalítica. A primeira enxerga a causa da síndrome em perturbações sobre o sistema fisiológico do paciente.

As outras duas abordagens são psicológicas. A comportamental crê que uma série de comportamentos combinados conduzem às crises de pânico. Já a versão psicanalítica entende as crises como resultado de processos mentais de ansiedade anteriormente reprimidos.

Sintomas da síndrome do pânico

Os principais sintomas da síndrome do pânico são ansiedade intensa, sudorese excessiva, sensação de falta de ar, palpitações, tonturas, fraqueza física e tremores. É possível ocorrer quadros de desmaio. O paciente também sente medo da morte por confundir o quadro da crise com a iminência de um infarto ou derrame.

Medo de morrer na síndrome do pânico

O medo de morrer proveniente da confusão dos sintomas com a ocorrência de um infarto ou acidente vascular cerebral (AVC) é o principal causador do isolamento e reclusão crescente de portadores da síndrome do pânico.

Medicamentos para síndrome do pânico

O tratamento da síndrome do pânico é feito combinando aconselhamento psicológico com uso de medicamentos. Entre os remédios, os mais utilizados são antidepressivos atípicos ou tricíclicos e inibidores de receptação de serotonina. Estes medicamentos devem ser usados apenas com prescrição e acompanhamento médico já que seu uso continuado pode provocar diversos efeitos colaterais importantes.

Síndrome do pânico tem cura

A síndrome do pânico tem cura. Para isso, é necessário que o paciente procure o especialista correto que irá combinar adequadamente as formas de tratamento necessárias para resolver completamente o problema. O tempo necessário para alcançar a cura da síndrome do pânico é variável por conta de sua intensidade e condições únicas de cada paciente.


Foto: © Ioannis Pantzi - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 26 de outubro de 2017 às 11:32 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Síndrome do pânico: tratamento e cura', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.