Implante coclear: cirurgia e reabilitação

Setembro 2017


O implante coclear é um mecanismo médico que permite tratar um paciente com perda de audição. Quem se beneficia deste tipo de implante eletrônico são os afetados por surdez total nos quais as próteses auditivas não tem efeito satisfatório. Para funcionar, a unidade principal do implante deve ser fixada no osso temporal e o processador vocal externo colocado atrás da orelha. Um implante coclear substitui o ouvido externo, médio e interno, é capaz de recolher sons e transformá-los em impulsos elétricos que alcançam o nervo auditivo e restabelecer o fluxo de informação auditiva que chega ao cérebro.

Indicações dos implantes cocleares

Os implantes cocleares são indicados em três casos de perda de audição. O primeiro é para pessoas com surdez profunda ou severa de origem coclear nos dois ouvidos e em que a efetividade das próteses tenha sido nula ou reduzida. Eles também podem ser usados por pessoas com surdez unilateral, especialmente quando o ouvido afetado capta ruídos de alta intensidade que afetam de forma relevante a qualidade de vida do paciente. Por fim, os implantes cocleares são recomendados para pacientes com restos auditivos capazes de captar tons graves e baixa audição para médios e agudos.

Cirurgia de implante coclear

A cirurgia tem duração aproximada de uma hora e meia e deve ser realizada sob anestesia geral. Durante a operação, o cirurgião realiza o implante e comprova a fixação correta por meio de raio-X e estudos neurofisiológicos que analisam o funcionamento dos eletrodos do implante. A internação dura geralmente 48 horas. O pós-operatório costuma transcorrer sem problemas. No dia seguinte ao procedimento, os pacientes já podem se alimentar, levantar da cama e caminhar normalmente. Após a alta, estão aptos a viajar em qualquer meio de transporte.

Reabilitação do implante coclear

Não se começa a ouvir imediatamente após a cirurgia. Em média, é necessário esperar até quatro semanas para que a ferida cicatrize completamente e ser possível a instalação dos componentes externos do implante coclear.

Implante coclear no SUS

Desde a década de 1990, a realização da cirurgia de implante coclear pode ser feita gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) por meio de 17 centros presentes em 11 estados do país. O processo pode ser demorado e crianças têm preferência na fila de atendimento. Antes de realizar a cirurgia, pacientes devem realizar uma bateria de exames e testar por três meses o uso de próteses auditivas, que não demandam cirurgia.

Foto: © Alexander Raths - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 24 de agosto de 2017 às 15:10 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Implante coclear: cirurgia e reabilitação', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.