Hepatite A: sintomas, diagnóstico e tratamento

Dezembro 2017

A hepatite A é uma das formas de hepatite e é provocada pelo vírus A (VHA). Em geral, ela surge de forma aguda e se cura espontaneamente, sem necessidade de tratamento específico. Na maior parte das vezes, a hepatite A é benigna, sendo que em apenas 1% dos casos há risco de que a doença desencadeie um quadro agudo grave de insuficiência hepática. Existe uma vacina para prevenção da hepatite A ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS). Pessoas já acometidas por essa forma de hepatite se tornam imunes a ela pelo resto da vida.


Transmissão da hepatite A

A transmissão da hepatite A se dá por meio fecal-oral. Isto é, por meio de contato com um indivíduo contaminado ou através de alimentos e água contaminados com o vírus A.

Sintomas da hepatite A

Na maior parte das vezes, a hepatite A não apresenta sintomas. No entanto, quando eles ocorrem as manifestações características da hepatite A são náuseas e vômitos, tontura, fadiga excessiva, febre, dor abdominal, urina clara e fezes escuras. A icterícia - coloração amarelada de pele e olhos - é o sintoma mais marcante da hepatite e também pode ser percebido em casos de hepatite A.

Diagnóstico da hepatite A

Por ser uma doença silenciosa, a hepatite A é diagnosticada normalmente por meio de exames de sangue que descobrem a presença de anticorpos específicos contra o vírus A. Em caso de icterícia, o teste é feito para definir qual forma de hepatite está acometendo o paciente.

Tratamento da hepatite A

Não existe um tratamento específico para a hepatite A e o foco terapêutico deve se voltar para o alívio e combate aos possíveis sintomas da doença. Porém, o uso de bebidas alcoólicas durante o período de recuperação da doença, que ocorre de forma espontânea na maioria dos casos, não deve ocorrer. Caso os sintomas apareçam de forma intensa é possível que o especialista recomende alguns dias de repouso ao paciente.

Vacina da hepatite A

A vacina da hepatite A é a melhor forma de proteção individual contra a doença. Ela faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e deve ser tomada em duas doses. A vacina da hepatite A é ofertada gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS).

Prevenção da hepatite A

Ainda que a vacina apresente alta eficácia, a principal forma de prevenção da hepatite A é com incremento dos níveis de saneamento básico do país, principalmente no interior e na periferia das grandes cidades. Além disso, medidas individuais como a fervura da água antes do consumo, lavagem adequada de alimentos e adoção de práticas de higiene também garantem maior proteção contra a hepatite A.

Hepatite A tem cura

A hepatite A tem cura e, normalmente, ela ocorre de maneira espontânea, sem a necessidade de tratamentos rigorosos. É preciso, de toda forma, seguir com atenção as orientações passadas pelo médico especialista para que o vírus seja completamente eliminado do organismo.

Foto: © vitstudio - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 26 de outubro de 2017 às 21:36 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Hepatite A: sintomas, diagnóstico e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.