Efeitos colaterais da maconha

Setembro 2017

A maconha é uma planta utilizada para alguns fins medicinais, aliviando a dor e ajudando no tratamento de doenças como Alzheimer, depressão e esclerose múltipla. Entretanto, quando consumida sem o acompanhamento médico, a Cannabis sativa pode gerar dependência física.


Principais efeitos colaterais da maconha

A maconha eleva o risco de esquizofrenia, pode causar sintomas psicóticos crônicos, insônia, reduzir a memória, dificultar a aprendizagem, causar delírios, ansiedade, aumentar as chances de depressão e provocar confusão mental, bem como transtorno de personalidade.

Surgimento dos efeitos colaterais da maconha

Os efeitos colaterais da maconha geralmente aparecem quando a planta é utilizada sem indicação médica e em quantidades exageradas. O canabidiol, medicamento que contém as propriedades terapêuticas da maconha, não possui o efeito viciante da planta.

Efeitos colaterais da maconha a longo prazo

Quando consumida por muito tempo, a maconha eleva as chances de desenvolver câncer de pulmão, bronquites, tosse crônica e arritmia cardíaca, além de deixar o sistema imunológico mais frágil.

Foto: © Aleksandr Kurganov - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Natali_CCM. Última modificação: 13 de setembro de 2017 às 10:48 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Efeitos colaterais da maconha', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.