Cálculo renal: sintomas e tratamentos

Novembro 2017

Os cálculos renais, popularmente chamados de pedra nos rins, são produzidos pela cristalização de substâncias que formam uma massa sólida nas vias urinárias.


Causas do cálculo renal

Entre as substâncias que podem formar cálculos renais estão o oxalato de cálcio, o ácido úrico e o fosfato cálcico. Em algumas ocasiões, os cálculos renais são expelidos naturalmente pelo corpo, mas também podem causar obstruções no uréter, bloqueando a passagem da urina dos rins para a bexiga. Um dos principais fatores de risco para a formação de cálculos renais é o consumo de alguns alimentos, tais como chocolate, carne vermelha, embutidos e laticínios.

Sintomas do cálculo renal

O cálculo renal pode ser assintomático quando eles são expelidos na urina. No entanto, quando ocorre a obstrução de uma via urinária os sintomas surgem geralmente como uma crise intercalada por períodos sem sintomas que provoca dores na região lombar na altura dos rins e apenas de um dos lados. Essa dor também dá a impressão de seguir até os órgãos genitais e é descrita como uma das mais incômodas. Por fim, outros distúrbios urinários e digestivos podem acompanhar o cálculo renal.

Diagnóstico do cálculo renal

O diagnóstico do cálculo renal é feito a partir da avaliação dos sintomas, normalmente muito típicos do problema. Além disso, pode-se prescrever a realização de um exame de sangue para avaliar o funcionamento renal e uma radiografia do abdômen ou ultrassom para que se observe a quantidade e tamanho dos cálculos. Após a eliminação do cálculo, deve-se realizar também um teste para analisar a composição da pedra.

Tratamento do cálculo renal

O objetivo inicial do tratamento é aliviar as dores sentidas pelo paciente por meio de administração intravenosa de anti-inflamatórios como ibuprofeno e antiespasmódicos. Em casos extremos, também se pode usar morfina. Em seguida, deve-se tentar fazer com que o cálculo seja expelido de maneira natural.

Caso isso não ocorra, será necessário realizar a retirada dos cálculos. Há duas técnicas mais comuns e menos invasivas: a litotrícia extracorporal, que rompe o cálculo em pequenas partes, e a ureteroscopia, que age diretamente por dentro das vias urinárias. Se as duas técnicas não funcionarem, a retirada cirúrgica deve ser feita como última opção.

Tratamento caseiro do cálculo renal

Algumas ervas diuréticas podem ser consumidas em forma de chá para combater os cálculos renais, tais como a salsa, dente-de-leão e verbena. O mais importante, porém, é beber bastante, de 2 a 3 litros por dia para estimular o funcionamento dos rins e tentar expelir as pedras naturalmente.

Dieta para cálculo renal

A dieta para tratamento do cálculo renal deve ser o mais líquida possível. Por isso, beba muita água e baseie sua alimentação em sopas e frutas com alto teor de água como melancia, melão e maçã. O consumo de carnes deve ser feito de maneira moderada e sempre grelhada e sem exagerar na gordura e molhos pesados. Por fim, deve-se reduzir a quantidade de vitamina C e laticínios ingeridos.

Cálculo renal na gravidez

Um dos cuidados que grávidas devem ter é com a formação de cálculos renais, pois estes não podem ser retirados durante a gestação. Por isso, mulheres que pretendem engravidar devem procurar um médico para avaliar a presença de cálculos e tratá-los antes da gestação. Além disso, é preciso evitar seu aparecimento durante a gravidez. Para isso, é necessário que a gestante tome ao menos um copo de água por hora.


Foto: © iMarin - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 26 de outubro de 2017 às 21:28 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Cálculo renal: sintomas e tratamentos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.