Pré-natal - Consultas, exames e vacinas

Abril 2017

O pré-natal é a série de consultas médicas, exames e cuidados que a mulher deve ter ao longo de toda a sua gestação para que seu bebê nasça de maneira saudável e se desenvolva da melhor maneira possível durante e depois da gravidez. O pré-natal também garante a saúde da mulher durante os meses da gestação e reduz os riscos de mortalidade materna e transmissão de doenças para o bebê. O acesso ao pré-natal é visto como o principal fator para melhora do prognóstico da gestação.


Quando começar o pré-natal

De maneira ideal, o pré-natal deve ser iniciado antes da concepção do bebê. Um bom planejamento familiar preconiza que o casal realize uma avaliação pré-concepcional. Nesta consulta são analisados possíveis riscos à mulher e ao bebê em caso de gravidez e já podem ser iniciados tratamentos preventivos contra doenças como sífilis, rubéola e infecção pelo HIV, assim como interrupção do tabagismo e ajustes na alimentação. Nos casos de gestações não planejadas ou inesperadas, é muito importante que o pré-natal seja iniciado ainda no primeiro trimestre de gravidez.

Consultas durante o pré-natal

A Organização Mundial da Saúde recomenda que um bom pré-natal é aquele que conta com seis ou mais consultas ao longo da gestação. Este número, no entanto, pode ser reduzido sem prejuízo à saúde da mãe e do bebê em caso de gestações de baixo risco. A avaliação do grau de risco da gestação é feita logo na primeira consulta. De maneira geral, o Ministério da Saúde prevê consultas mensais até a 28ª semana de gravidez e quinzenais a partir daí até o parto.

Primeira consulta do pré-natal

A primeira consulta do pré-natal deve ser feita tão logo a mulher saiba que está grávida. Neste encontro inicial com o médico especialista devem ser realizadas uma anamnese, exame físico completo da paciente e exames de sangue e urina. Em algumas ocasiões pode haver indicação médica para exames de fezes, ginecológicos e ultrassonografia.

Exames durante o pré-natal

Uma série de exames devem ser realizados ao longo do pré-natal e o período de sua realização obedece padrões estabelecidos pelos órgãos e associações competentes e transmitidos à paciente pelo médico especialista. Entre os exames constam teste rápido de gravidez, teste de toxoplasmose, sífilis e HIV, dosagem de proteinúria e hemoglobina.

Também são feitos exames de índice glicêmico em jejum, exame de urina, fezes e bacterioscopia vaginal. Há também que se fazer o teste de Coombs, que analisa o sangue da gestante. Por fim, devem-se realizar ultrassonografias ao longo da gestação para avaliar o desenvolvimento do bebê.

Vacinas durante o pré-natal

A gestante deve tomar algumas vacinas durante o pré-natal. São três as imunizações a serem feitas: a vacina dupla contra difteria e tétano - tomada em três doses -, vacina contra o vírus influenza (gripe) e contra a hepatite B.

Acompanhamento psicológico no pré-natal

A gestação é um período de muitas mudanças na vida da mulher e elas podem afetar o estado psicológico da gestante. Por conta disso, é fundamental que o pré-natal leve em consideração a avaliação, acompanhamento e apoio psicológico à futura mãe. Também é importante envolver o parceiro e familiares para o suporte da grávida. O acompanhamento, aliás, deve se prolongar até depois do parto visto que a depressão pós-parto é um problema muito mais frequente do que se imagina.

Foto: © - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.Saude. Última modificação: 12 de setembro de 2016 às 07:05 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Pré-natal - Consultas, exames e vacinas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.