Cólera: sintomas, transmissão e tratamento

Junho 2017

A cólera é uma infecção intestinal aguda, epidêmica, muito contagiosa e perigosa causada pela bactéria Vibrio cholerae, reproduzida em tamanho aumentado na imagem abaixo. A cólera é transmitida por contato direto pessoa a pessoa e se propaga principalmente através dos alimentos e da água. A cólera entrou no Brasil em 1991, a partir da pandemia de cólera iniciada na Ásia ainda nos anos 1960. Hoje, o número de casos da doença no país é bastante reduzido.


Sintomas da cólera

O sintoma principal da cólera é a ocorrência de diarreia aquosa, incolor e repentina. Ela também se caracteriza por forte desidratação (causada pelas evacuações), vômitos, cãibras e, em alguns casos, hipotermia e insuficiência renal sem urina.

Agente etiológico da cólera

O agente etiológico da cólera, isto é, o causador da doença, é a bactéria Vibrio cholerae, popularmente denominada de vibrião colérico.

Transmissão da cólera

A cólera precisa de um ambiente propício para sua transmissão. Tal ambiente se caracteriza por condições precárias de saneamento, como falta de água potável e esgoto a céu aberto. A partir daí, a bactéria contamina a água e outros alimentos que, ao serem consumidos, infectam seres humanos. Um paciente contaminado também pode transmitir a doença para outras pessoas por meio do contato com secreções de um doente.

Prevenção da cólera

Por suas características de transmissão, a cólera pode ser prevenida lavando-se de maneira adequada os alimentos e fervendo a água antes do consumo. Além disso, a medida de longo prazo mais importante para o controle da cólera é a garantia de acesso à água de boa qualidade e saneamento básico.

Vacina contra a cólera

Existe uma vacina contra a cólera que deve ser tomada por viajantes indo para regiões endêmicas da doença. Ela é tomada em duas doses e traz proteção de apenas três anos. Sua eficácia está na casa dos 90%. A imunização, porém, não faz parte do Programa Nacional de Imunização e só pode ser encontrada em clínicas particulares.

Tratamento da cólera

O tratamento da cólera se baseia fundamentalmente na reidratação do paciente. Em formas leves e moderadas da doença, a hidratação deve ser oral e combinada com soro. Já nas formas graves, deve-se realizar a reidratação venosa e manter o paciente hospitalizado por dois ou três dias. Além disso, é possível fazer uso de antibióticos para combate da bactéria.

Foto: © Kateryna Kon - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.Saude. Última modificação: 11 de abril de 2017 às 13:48 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Cólera: sintomas, transmissão e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.