Como diminuir a oleosidade da pele

Setembro 2017

A oleosidade da pele varia de acordo com uma série de fatores, que podem provocar maior produção de sebo pelas glândulas sebáceas.


Causas da oleosidade da pele

Os hormônios masculinos, chamados androgênios, gerenciam a produção de sebo. Geralmente, pessoas com pele oleosa têm glândulas sebáceas em maior número, produzindo excesso de sebo. Genética, puberdade, calor e umidade também afetam a produção desse óleo.

Como diminuir a oleosidade da pele

A pele oleosa deve ser tratada por um dermatologista, que fará uma avaliação das suas condições hormonais e de outros fatores que podem causar esse sintoma. Entretanto, há medidas paliativas enquanto você não consulta com um especialista. Depois de acordar e antes de ir deitar, lave o rosto com água quente utilizando um limpador suave especialmente formulado para pele oleosa ou sabão simples sem fragrâncias ou corantes. Para a pele extremamente oleosa, limpe o rosto durante o dia, mas evite exageros, pois a pele pode secar demais.

Cuidados com a pele oleosa

Passe o hidratante nas partes secas da face. Para as áreas normais ou oleosas, use uma loção livre de óleos. Você também pode aplicar um adstringente suave para aliviar o brilho. Importante: escolha produtos sem óleo, à base de água ou em pó em vez de cremes.

O estresse e a pele oleosa

O estresse e a utilização de contraceptivos orais afetam os níveis de androgênio no organismo, o que pode aumentar a produção de sebo. É fundamental gerenciar o estresse e conversar com seu ginecologista para verificar se a pílula anticoncepcional pode estar influenciando o nível de oleosidade da pele. Geralmente, anticoncepcionais são aliados no combate à oleosidade e à acne, porém alguns podem agir de forma contrária.

Foto: © LADO - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Natali_CCM. Última modificação: 7 de agosto de 2017 às 11:33 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Como diminuir a oleosidade da pele', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.