Sarna: sintomas e contágio

Novembro 2017

A sarna é uma doença contagiosa causada por um ácaro invisível a olho nu, denominado Sarcoptes scabiei. Esse mal acomete diversas espécies de animais e também o homem. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 300 milhões de pessoas são infectadas pela sarna por ano.


Sintomas da sarna

A sarna provoca lesões cutâneas e irritação da pele, que se agrava à noite, já que esse é o momento em que a fêmea do ácaro S. scabiei põe seus ovos em pequenos orifícios feitos na pele da pessoa, causando fortes irritações e lesões.

Como é o contágio da sarna

Embora sua taxa de contágio seja alta, a sarna não é uma doença grave, porém é vista como algo vergonhoso, haja vista que sua transmissão ainda é associada a atos promíscuos entre pessoas ou pessoas e animais. A transmissão ocorre em poucos minutos e o período de incubação varia de um a dois meses.

Em caso de uma recaída, o período de incubação é menor e dura cerca de quatro dias. A sarna é, ainda, classificada como uma doença sexualmente transmissível, porém, ao contrário da maioria, não precisa de um contato direto e prolongado para ser transmitida.

Onde a sarna se manifesta

Geralmente, os pontos do corpo que mais são acometidos pela sarna são os dedos, punho, cotovelos, axilas, umbigo, zona entre glúteos e coxa, genitais masculinos e aréola mamária feminina. Nas crianças, as áreas mais afetadas pela sarna são o rosto, cabeça, colo, couro cabeludo, planta dos pés e a parte interna das orelhas.

Diagnóstico de sarna

O diagnóstico de sarna é, muitas vezes, difícil de ser realizado, pois esse mal apresenta lesões que podem ser confundidas com prurido, lesões e bolhas. A melhor forma de diagnosticar a sarna é procurando um especialista, que pedirá uma análise da pele lesionada.

Sarna em crianças

A sarna em crianças é um pouco mais grave, já que elas procuram aliviar a dor coçando a área infectada, o que cria feridas e inflama a região.

Como tratar a sarna

O tratamento para sarna é feito basicamente por meio de medicamentos que acabam com a infestação pelo parasita. Alguns cremes e loções dermatologicamente testados também poderão ser recomendados pelo médico.

Tratamento caseiro da sarna humana

Alguns métodos caseiros podem ser utilizados para aliviar sintomas da sarna e acelerar a recuperação do paciente. Entre eles destacam-se as compressas de arruda e a realização de massagens com azeite de oliva sobre a região afetada pela doença. Vale lembrar que nenhum desses tratamentos caseiros substitui o uso de remédios para a eliminação do parasita.

Sarna canina

A sarna é uma doença que também pode afetar os cães. Além do tratamento com um veterinário, a doença deve ser atacada rapidamente pois há risco de contaminação dos moradores da casa onde o cachorro vive. É recomendado inclusive que os habitantes da casa realizem testes para avaliar a presença do parasita no corpo quando o cão apresentar o problema.


Foto: © Syda Productions - Shutterstock.com
Artigo original publicado por p.horde. Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 10 de novembro de 2017 às 09:49 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Sarna: sintomas e contágio', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.