Sangue nas fezes: causas e sintomas

Setembro 2017

A presença de sangue nas fezes é um sintoma que não deve ser ignorado. A causa, geralmente benigna, varia de acordo com o tom de sangue. É recomendável fazer uma consulta médica após o surgimento dos primeiros sintomas.


Exame de fezes

O primeiro diagnóstico de sangue nas fezes pode ser efetuado observando a cor do sangue presente nas fezes. Se o tom for mais negro, a possibilidade é de que a pessoa tenha melena, cuja causa principal são problemas gastrointestinais. Em caso de sangue mais avermelhado, pode haver um sangramento retal, o que indica problemas no cólon, reto ou ânus.

Sangue oculto nas fezes

O sangue nas fezes pode ser invisível a olho nu, caracterizando um diagnóstico de sangue oculto nas fezes, um dos sintomas do câncer colorretal.

Causas do sangue nas fezes

O sangue nas fezes pode ter diversas causas.

Hemorragia digestiva inferior

A mais comum das causas é a hemorragia digestiva inferior, que acomete pessoas com hemorroidas, causando dor e sangramento. Outra causa é a fissura anal, causada pela constipação. A proctite, infecção da mucosa retal, também pode ser uma causa. Problemas digestivos como doença de Crohn, colite ulcerosa e proctocolite são outras causas possíveis.

Hemorragia digestiva alta

Os sangramentos digestivos altos são causados, geralmente, por úlcera, varizes no esôfago, tumores gástricos e erosão gástrica aguda.

Como tratar o sangue nas fezes

Após uma avaliação, o médico recomendará pomadas ou cremes a base de corticoides para hemorroidas ou fissuras anais. Em casos mais extremos, pode ser necessária uma cirurgia.

Foto: © Mi.Ti. - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por p.horde. Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 18 de setembro de 2017 às 12:40 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Sangue nas fezes: causas e sintomas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.