Paralisia facial: causas e tratamento

Setembro 2017

A paralisia facial é uma condição marcada pela interrupção de algumas fibras do nervo facial, responsável pela expressões do rosto, bem como auxiliam na produção de saliva e lágrimas. Existem diversas razões para a paralisia facial e o tratamento deste problema depende da identificação correta da causa.


Causas da paralisia facial

A causa mais comum da paralisia facial é a chamada paralisia de Bell ou paralisia facial periférica, provocada pelo vírus Herpes simplex, o mesmo que causa a herpes labial e a herpes genital. A ativação do vírus ocorre por conta de exposição ao frio, exposição solar intensa e situações de forte estresse, entre outros. Além disso, há outras causas menos frequentes, tais como traumatismos na cabeça, infecções por outros vírus, problemas de ouvido, doenças autoimunes, hipertensão e diabetes.

Sintomas da paralisia facial

Além da dificuldade de movimentar um ou os dois lados do rosto, a paralisia facial também é marcada por secura nos olhos, boca seca e algumas alterações no paladar.

Diagnóstico da paralisia facial

O diagnóstico da paralisia facial é bastante simples e precisa de apenas um exame clínico para identificação das dificuldades de movimentar o rosto. Por outro lado, a determinação da causa do problema depende de alguns exames complementares, tais como exame de sangue, testes de audição, tomografia ou ressonância magnética.

Como corrigir a paralisia facial

A paralisia facial pode ser corrigida com uso de medicamentos ou por meio de cirurgias. Em geral, a realização de cirurgia para correção é indicada apenas em caso de resposta negativa do tratamento medicamentoso após três semanas. Além disso, o procedimento cirúrgico deve ser feito em casos de paralisia facial recorrente, presença de tumores e traumatismos.

Tratamento caseiro da paralisia facial

Para casos específicos, como, por exemplo, situações de paralisia facial provocados por exposição ao frio, a acupuntura é uma forma de tratamento bastante efetiva para combater a paralisia facial. Consultas fonoaudiológicas e fisioterápicas também auxiliam na recuperação do paciente.

Tempo de recuperação da paralisia facial

Pacientes com a paralisia facial diagnosticada em estágio inicial normalmente conseguem se recuperar completamente em cerca de seis semanas. Por outro lado, algumas situações podem levar até nove meses ou mais para se recuperar de maneira integral da paralisia.

Paralisia facial tem cura

A paralisia facial pode ser curada de maneira simples e sem deixar sequelas se for feito o tratamento adequado por meio da identificação correta da causa do problema.

Foto: © kho - 123RF.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 31 de agosto de 2017 às 13:22 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Paralisia facial: causas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.