Valores normais do sangue

Agosto 2017

Ter valores normais de hemoglobina, leucócitos, plaquetas, glicose, creatinina e colesterol no sangue é um indicador de boa saúde.


Valores normais de hematócrito

Os valores normais de hematócrito - proporção entre as células sanguíneas e o plasma - se situam entre 40% e 52% nos homens e 36% e 47% entre as mulheres. Valores baixos de hematócrito no sangue podem indicar a presença de anemia. Hemorragias, gravidez, problemas na medula óssea, leucemia e hipertireoidismo também diminuem sua concentração no sangue. Por outro lado, valores elevados de hematócrito podem ser indício de problemas cardíacos, desidratação e doenças pulmonares crônicas.

Valores normais de hemoglobina

A taxa de hemoglobina varia conforme a idade. Em um recém-nascido, os valores normais de hemoglobina ficam entre 13,5 gramas por decilitro de sangue e 19,5 g/dl. Aos três meses, os valores vão de 9,5 a 12,5 g/dl. Com um ano de idade, os parâmetros voltam a subir, situando-se entre 11 e 13 g/dl. Estes valores vão subindo progressivamente ao longo da infância e adolescência até que na vida adulta ele varia de 13 a 16 g/dl entre os homens e 11,5 e 14,5 g/dl nas mulheres.

Valores normais de leucócitos

Os leucócitos ou glóbulos brancos desempenham função de defesa do organismo perante agressões externas. Devido a esta função, um nível baixo de leucócitos aumenta os riscos do paciente sofrer com infecções. A avaliação da presença de leucócitos no sangue se divide pelos três tipos de glóbulos brancos do corpo: linfócitos, neutrófilos e eosinófilos.

Valores normais de linfócitos

Os valores normais de linfócitos vão de 1.300 a 1.400 por mililitro de sangue. A linfocitose corresponde ao aumento da concentração de linfócitos. Ela indica processos infecciosos agudos ou crônicos, alergias farmacológicas e processos linfoproliferativos, como a leucemia. Por sua vez, a diminuição da taxa de linfócitos - a chamada linfopenia - é habitualmente encontrada em pessoas cujo sistema imunológico é deficiente ou estão sob tratamento imunossupressor.

Valores normais de neutrófilos

Os valores normais de neutrófilos se situam entre 2.000 e 7.500 por mililitro de sangue. A neutrofilia, aumento da concentração de neutrófilos, surge em infecções, processos inflamatórios, queimaduras, hemorragias agudas, tabagismo e ondas de calor. Processos que ocasionam morte celular de algum tecido, como o infarto, também estão associados à neutrofilia. Já a redução dos neutrófilos, denominada neutropenia, faz com que o paciente fique especialmente vulnerável a infecções.

Valores normais de eosinófilos

Os valores normais de eosinófilos ficam entre 50 e 500 por mililitro de sangue. A eosinofilia (aumento do número de eosinófilos) pode indicar presença de alergias, asma e infecção parasitária. O crescimento também está ligada a condições intestinais como doença de Crohn e doença celíaca, assim como a doença de Loffler. Níveis baixos de eosinófilos é uma condição muito rara.

Valores normais de plaquetas

As plaquetas são os menores elementos do sangue e são essenciais para a coagulação sanguínea. Seus níveis normais estão entre 150 mil e 400 mil por milímetro cúbico de sangue. A trombocitopenia, contagem de plaquetas abaixo da normal, se deve a um acúmulo anormal de plaquetas no baço ou disfunção da medula óssea, responsável pela produção das plaquetas. Em consequência, surgem problemas de coagulação. Por outro lado, o aumento da concentração de plaquetas - trombocitose - pode provocar trombos nas artérias. Suas causas são hemorragia aguda, algumas doenças e mau funcionamento da medula óssea.

Valores normais de glicose

Um nível de glicose entre 70 e 100 miligramas por decilitro de sangue é considerado normal. Valores entre 100 e 125 mg/dl em jejum já é considerado pré-diabetes. Taxas mais elevadas quase sempre constituem caso de diabetes tipo 2. É importante a realização deste exame em jejum para se constatar o valor real da glicose, sem influência dos alimentos consumidos nas últimas horas, que podem elevar a taxa anormalmente.

Valores normais de hemoglobina

A hemoglobina é o que confere a coloração vermelha do sangue e permite o transporte sanguíneo de oxigênio. A hemoglobina também se fixa nas células de açúcar, num processo chamado de glicação. Por isso, o aumento da taxa de glicose no sangue também eleva a quantidade de hemoglobina glicosilada. Por conta disso, esse tipo de hemoglobina é um dos meios mais confiáveis de acompanhar a diabetes. A taxa normal de hemoglobina glicosilada fica entre 4% e 6%.

Valores normais de creatinina

Em condições normais, a creatinina é transportada pelo sangue e eliminada na urina. Os valores normais de creatinina em mulheres vai de 7 a 11 miligramas por litro de sangue. Já nos homens, que têm maior musculatura corporal, a taxa varia de 9 a 12,5 mg/l. O aumento da creatinina no sangue indica diminuição da função renal.

Valores normais de colesterol

O colesterol é transportado no sangue pelas lipoproteínas. Há duas classes de lipoproteínas: LDL (lipoproteínas de baixa densidade) e HDL (lipoproteínas de alta densidade). O LDL, popularmente chamado de colesterol ruim, se deposita nas paredes das artérias formando as placas de ateroma, que podem provocar entupimento. Já o HDL, o colesterol bom, limpa as artérias destes depósitos lipídicos de má qualidade. O colesterol pode ser medido de maneira integral ou separando as duas lipoproteínas. No total, o colesterol deve ser inferior a 200 miligramas por decilitro de sangue, não podendo ultrapassar 240 mg/dl. O LDL sozinho não pode ficar acima dos 160 mg/dl, mas o desejável é que varie de 100 a 130 mg/dl. Já o HDL deve ficar acima dos 60 mg/dl e nunca abaixo dos 40 mg/dl.

Foto: © JPC-PROD - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Pedro.Saude. Última modificação: 11 de janeiro de 2017 às 07:46 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Valores normais do sangue', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.