Antidepressivos naturais: alimentos e ervas

Julho 2017

Há muitas formas de prevenir e tratar a depressão de modo natural. Ainda que antidepressivos naturais não possam substituir o tratamento farmacológico e terapias psicológicas, eles potencializam seus efeitos e aceleram a recuperação do paciente.


Por que tomar antidepressivos naturais

Remédios antidepressivos aumentam artificialmente a taxa de neurotransmissores cerebrais, moléculas que controlam o estado anímico do paciente, como a adrenalina, dopamina e serotonina. Em alguns casos, seus efeitos são bastante positivos contra a depressão, mas às vezes o paciente pode não reagir ou tornar-se dependente destas drogas.

No entanto, a depressão é um problema multifatorial. Por isso, além dos neurotransmissores, situações como distúrbios do sono, maus hábitos alimentares, sedentarismo, inflamações no corpo, desequilíbrios hormonais, estresse e poluição ambiental também são desencadeadores de depressão. Desta forma, o estado de um paciente depressivo pode melhorar também com ingestão de certos alimentos e prática esportiva, entre outras atividades.

Alimentos antidepressivos naturais

Alguns alimentos e ervas atuam como antidepressivos naturais. Os principais são aqueles ricos em ômega 3, tais como salmão, atum, sardinha, frutas secas e algumas verduras. Além disso, alimentos com vitamina B também apresentam benefícios para pacientes com depressão. Entre eles estão lentilha, trigo sarraceno, espinafre, suco de laranja, aspargos e abacate.

Cápsulas de antidepressivos naturais

Outras substâncias, vendidas na forma de cápsulas, também podem auxiliar no tratamento da depressão de maneira mais natural do que os medicamentos convencionais. São elas L-triptofano, capsaicina e curcumina. Assim como é possível encontrar cápsulas de ômega 3 e vitamina B, estas substâncias também podem ser obtidas pela alimentação. O L-triptofano é encontrado em frutas como banana, abacate, mamão, manga e laranja. A capsaicina está presente em pimentas e na raiz do gengibre. Já a curcumina se encontra na cúrcuma.

Fitoterápicos antidepressivos

Alguns produtos fitoterápicos possuem, entre seus efeitos, ação contra a depressão. Podem ser citadas a erva de São João e o ginko biloba. É importante lembrar que tratamentos fitoterápicos devem ser feitos sob prescrição e acompanhamento médico e nunca por meio de automedicação.

Antidepressivo natural contra ansiedade

Algumas atividades físicas e hábitos de vida são importantes aliados no controle da depressão e de crises de ansiedade desencadeadas por pacientes com a doença. Estas pessoas devem ser indicadas para realizar exercícios de meditação e ioga, praticar atividades físicas de média intensidade e desenvolver o hábito de dar passeios durante a manhã ou à tarde quando o sol ainda não se pôs. A exposição à luz solar é capaz de aumentar os níveis de serotonina no cérebro e auxiliar no tratamento da depressão.

Foto: © Pixelbliss - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Pedro.CCM. Última modificação: 12 de julho de 2017 às 10:03 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Antidepressivos naturais: alimentos e ervas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.