Triglicerídeos altos e baixos

Agosto 2017

Os triglicerídeos, assim como o colesterol, fazem parte da classe dos lipídios. Eles são uma reserva energética muito importante e se compõem de glicerídeos e ácidos provenientes essencialmente da metabolização do açúcar, do álcool e das gorduras. Os triglicerídeos, então, provêm das gorduras derivadas da nossa alimentação, da ingestão de alimentos doces ou álcool, bem como da síntese hepática.


O que são triglicerídeos

Os triglicerídeos são os lipídios que o organismo sintetiza da gordura absorvida pelo intestino ou da síntese da glicose pelo fígado. Eles são alguns dos principais recursos de energia e de reserva do corpo. Em pessoas na puberdade, essas mol´aulas circulam no sangue de forma natural, mas, se reunidos em grande quantidade, podem gerar doenças cardiovasculares devido ao seu depósito nas paredes das artérias.

MCT: triglicerídeos de cadeia média

Os triglicerídeos de cadeia média são extraídos do óleo de palma e não necessitam da ação da bile ou do suco pancreático para serem absorvidos pelo intestino. Como consequência, esses triglicerídeos são uma reserva importante de energia muito utilizada em aplicações médicas, principalmente para equilibrar o estado alimentar de pessoas que tenham deficiência na absorção de gorduras.

Hiperlipidemia

A hiperlipidemia é a taxa elevada de lipídios no sangue. Os principais lipídios no organismo são os triglicerídeos, o colesterol e os fosfolipídios. Uma grande concentração de triglicerídeos no sangue representa um risco importante ao colesterol.

Fatores de risco dos triglicerídeos

O excesso de peso, o tabagismo, o diabetes, o consumo de álcool, o sedentarismo, a ingestão de pílula anticoncepcional sou consumo de alguns medicamentos para hipertensão, estresse ou consumo de alimentos muito gordurosos podem aumentar o risco de elevação no nível dos triglicerídeos.

Valores ideais de triglicerídeos

A dosagem de triglicerídeos no sangue deve ser avaliada com a pessoa em jejum e feita junto com a avaliação de colesterol.

Valores normais de triglicerídeos

Em homens, a taxa normal de triglicerídeos varia entre 0.5 e 2mmol/L (0.45 e 1.75 g/l). Em mulheres, varia entre 0.40 e l’1.60mmol/L (0.35 e 1.40g/l). Os resultados podem variar de acordo com a técnica do laboratório e fatores como idade, sexo, etc.

Triglicerídeos altos

Em caso de valores altos de triglicerídeos, mal geralmente causado por uma alimentação rica em gorduras ou consumo elevado de álcool, é recomendado reduzir o consumo de alimentos gordurosos e álcool, seguir uma dieta de perda de peso, em caso de obesidade, praticar atividade física frequentemente e parar de fumar. Se, apesar dessas iniciativas, as taxas de triglicerídeos continuarem altas, podem ser ministrados remédios que ajudam a reduzir esses valores.

Triglicerídeos baixos

A redução nos níveis de triglicerídeos provém de uma alimentação pobre em gorduras. Uma taxa baixa de triglicerídeos não gera nenhuma doença específica.

Causas dos triglicerídeos altos

O excesso de triglicerídeos no sangue representa um alto risco cardiovascular. Sua origem pode ser genética ou provocada por males como diabetes ou alcoolismo.

Pílula anticoncepcional e os triglicerídeos

Pessoas que tenham níveis altos de triglicerídeos não devem fazer uso dos anticoncepcionais, pois eles aumentam o risco de trombose. Nesses casos, são indicados outros meios contraceptivos.

Riscos dos triglicerídeos altos

Os triglicerídeos altos elevam os riscos de obstrução de uma ou mais artérias. Além disso, pode causar impotência, infarto ou arteriopatia periférica.

Colesterol e triglicerídeos altos

Parar de fumar, monitorar a pressão sanguínea, praticar atividade física regularmente, monitorar o peso e a taxa de triglicerídeos e colesterol no sangue ajuda a prevenir as complicações derivadas dessa condição.

Como diminuir a taxa de triglicerídeos

Primeiramente, deve ser adotado um estilo de alimentação saudável, com foco na redução de gorduras saturadas. A diminuição no consumo de manteiga, queijo, carnes gordas, salame, pratos congelados e doces ajuda a reduzir as taxas de triglicerídeos no sangue. Alimentos como soja, feijão, nozes, aveia e ervilhas, bem como verduras e frutas, são recomendados.

Foto: © Crevis - Shuttertock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 6 de fevereiro de 2017 às 11:33 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Triglicerídeos altos e baixos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.