O que são as plaquetas

Julho 2017

As plaquetas ou trombócitos são elementos desprovidos de núcleo, fabricadas na medula óssea e contidas no sangue. Elas entram no processo da coagulação sanguínea que permite impedir as hemorragias. Elas agem mais precisamente na primeira fase desta coagulação, a hemóstase primária que designa a ação pelas plaquetas sanguíneas recrutadas nos locais de lesão vascular, que aderem à parede lesionada e secretam substâncias permitindo a formação de um tampão sanguínea, chamada de coágulo de plaquetas ou trombo branco.


Plaquetas no sangue

Segundo dados de laboratório, os valores normais das taxas de plaquetas no sangue devem ser entre 150.000 e 40.000 por mm3.

Plaquetas baixas no sangue

Em caso de deficiência em plaquetas sanguíneas, falamos de trombopenia, e a pessoa afetada é exposta ao risco de hemorragias. A redução da taxa de plaquetas no sangue pode gerar sangramento no nariz, dores de cabeça, visão dupla, modificação do campo de visão, pontos vermelhos na pele e hemorragias importantes, como a digestiva.

Causas das plaquetas baixas

As plaquetas baixas são causadas por doenças autoimunes, medicamentos, alcoolismo agudo, infecções virais, anemia, coagulação intravascular, púrpura, síndroma hemolítica, tratamento à base de heparina, etc.

Plaquetas altas no sangue

Em caso de excesso de plaquetas no sangue, a trombocitose pode aumentar o risco de obstruções dos vasos.

Causas das plaquetas altas

Doenças infecciosas, inflamatórias, hemorragia, carência de ferro crônica, doença de Hodgkin, cirrose, pancreatite ou síndrome mieloproliferativa podem causar a alta das plaquetas.

Foto: © Ciprian Stremtan - Shuttertock.com\

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 7 de fevereiro de 2017 às 10:36 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'O que são as plaquetas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.