Artrite reumatoide: sintomas e tratamento

Novembro 2017

A artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória que, geralmente, acomete as pequenas articulações das mãos e pés. Causa inchaço ao agir sobre o revestimento dessas articulações, dor e, eventualmente, deformidade articular. Por ser uma doença autoimune, a artrite reumatoide faz com que o sistema imunológico do corpo ataque os tecidos saudáveis.


Quem pode ter artrite reumatoide

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, esse mal atinge cerca de 1% da população e desde crianças até idosos podem desenvolver AR. Entre dois e 15 anos, recebe o nome de artrite reumatoide juvenil. Em geral, mulheres apresentam mais quadros da doença. Acredita-se que isso se deva ao fator hormonal.

Causas da artrite reumatoide

A AR pode ser causada por diversos fatores, mas o principal é o parentesco com alguém que possua a doença. Ela também está associada a infecções virais e bacterianas, como infecções urinárias, dores de dente e de garganta, bem como o tabagismo e alto contato com poluentes.

Fatores de risco da artite reumatoide

Alguns fatores elevam o risco de desenvolver artrite reumatoide. Ser mulher é um deles, além de ter parentesco com alguém que possua AR, ser fumante (mesmo passivo) e estar exposto a poluentes como, por exemplo, a sílica.

Sintomas da artrite reumatoide

Os sintomas da AR são dor nas articulações dos dedos das mãos e pés, joelhos e tornozelos, cotovelos e ombros, dor na região do quadril, inchaço e aumento da temperatura nas articulações, rigidez matinal, caroços firmes de tecido sob a pele dos braços, fadiga, febre e perda de peso. Em geral, a artrite reumatoide começa a se manifestar nas juntas menores, como as que ligam os dedos às mãos ou aos pés.

Como diagnosticar a artrite reumatoide

Depois de perguntar sobre histórico familiar e avaliar os sintomas, o médico realizará exames físicos no consultório, examinando as articulando em busca de inchaço, dores ou limitações de movimentos. Exames clínicos com amostras de sangue podem ajudar a identificar anticorpos anormais e o grau de inflamação. Os principais exames são o de velocidade de hemossedimentação (VHS) e também a dosagem da proteína C reativa (PCR).

Tratamento natural para artrite reumatoide

Embora ainda não tenha cura, a artrite reumatoide pode ser controlada. Ao identificar o grau de avanço da doença, o médico prescreverá o tratamento, que pode incluir orientações não medicamentosas, ou seja, modificações na rotina do paciente com a prática de atividades físicas, fisioterapia e hábitos saudáveis.

Medicamentos para artrite reumatoide

Diversos grupos de medicamentos podem ser utilizados para o tratamento da artrite reumatoide. Em primeiro, o uso moderado de anti-inflamatórios é prescrito para redução das dores sofridas pelo paciente. Sua ingestão não pode ser prolongada pois essa classe de remédios pode trazer graves efeitos colaterais, especialmente sobre o fígado. Drogas imunossupressoras também são bastante receitadas por se tratar de doença autoimune. Por fim, o uso de corticoides é frequente.

Cirurgia de artrite reumatoide

Em casos extremos e que não sejam solucionados com medicamentos, a cirurgia pode reparar as articulações atingidas pela artrite reumatoide, bem como reduzir a dor e corrigir deformidades.

Complicações da artrite reumatoide

Em algumas situações, a artrite reumatoide pode levar a alterações em todas as articulações, como ossos, cartilagens, cápsula articular, tendões, ligamentos e músculos. Pode haver deformações, aumento do volume do punho e atrofia nos ossos e joelhos para dentro. Além disso, a AR pode inflamar os vasos, olhos, pulmões, coração e sistema nervoso.

Foto: © Intarapong - Shutterstock.com
Artigo original publicado por Jeff. Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 11 de outubro de 2017 às 09:32 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Artrite reumatoide: sintomas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.