Em macacos, vacina do zika tem eficácia total

Natali.Saude - 23 de setembro de 2016 - 09:07

Em macacos, vacina do zika tem eficácia total

Fórmula é composta por DNA do patógeno e já começou a ser testada em humanos

(CCM SAÚDE) — Pesquisadores estadunidenses, em parceria com uma brasileira, desenvolveram uma vacina com partes do DNA do vírus que garantiu 100% de proteção nos macacos usados no experimento. Esse estudo, publicado pela revista ‘Science’ desta semana, prevê testes em humanos, que já começaram.



"É importante ter uma vacina porque é provável que o vírus zika se torne um problema endêmico, de modo que as mulheres na idade reprodutiva devem estar protegidas, da mesma forma com que precisam estar protegidas da rubéola", explicou ao jornal ‘Correio Braziliense’ Leda dos Reis Castilho, uma das autoras do estudo e professora do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisadora visitante no National Institutes of Health (NIH), nos EUA.

A fórmula da vacina conta com fragmentos do DNA do zika. Quando esse DNA é injetado no organismo, ele começa a produzir partículas tridimensionais similares ao vírus e que causam a produção de anticorpos contra o zika que vão proteger no caso de uma eventual infecção. Isso evitaria complicações posteriores, como a microcefalia em bebês nascidos a partir de mulheres que contraíram o zika.

Kelly Oliveira, infectologista do laboratório Exame, em Brasília, avalia os resultados como animadores. "É uma vacina promissora porque apenas com duas doses se conseguiu imunizar um número grande de macacos rhesus, que têm um sistema imune muito semelhante ao do ser humano", ressaltou.

A boa notícia é que o teste dessa vacina em humanos já começou: "no total, serão 80 voluntários e 55 foram vacinados até o momento. Vamos ter o resultado daqui a alguns meses. A segunda fase de testes em humanos deve começar em vários países no inicio de 2017", complementam os pesquisadores.

Foto: © Jarun Ontakrai - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter