Liberado uso de botox em tratamento dentário

Pedro.Saude - 26 de setembro de 2016 - 09:33

Liberado uso de botox em tratamento dentário

Conselho Federal de Odontologia regulamentou técnica que pode combater o bruxismo e outros problemas

(CCM SAÚDE) — O Conselho Federal de Odontologia (CFO) liberou, por meio de resolução a ser publicada no Diário Oficial, o uso de toxina botulínica - mais conhecida como botox - para tratamentos dentários. A substância, bastante empregada em cirurgias plásticas, poderá auxiliar no combate a males como bruxismo, distonia e sorriso gengival. Também foi liberado o uso de alguns preenchedores faciais, como o ácido hialurônico.

A determinação do CFO indica como deve ser feito o tratamento com botox. A técnica deve ser realizada em três sessões. As duas primeiras devem ser separadas por quatro ou seis meses. Já a terceira ocorre um ano após o início do procedimento. A ação da toxina se dá sobre os músculos. "O botox restabelece o funcionamento dos músculos da boca, garantindo um envelhecimento saudável para essas estruturas", aponta o professor Fernando Buranello em entrevista ao jornal 'Zero Hora'.

O órgão também estabelece que o profissional deve realizar extensa análise do paciente para testar seus riscos de alergia à toxina botulínica. Além disso, menores de 25 anos, gestantes e mulheres amamentando não devem realizar este procedimento, alerta o CFO. A técnica, no entanto, tem preço salgado. Estima-se que apenas uma sessão de aplicação de botox pode custar até R$ 3 mil.

Foto: © Pressmaster - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter