Brasil é recordista em cirurgia íntima feminina

Natali.Saude - 26 de setembro de 2016 - 09:40

Brasil é recordista em cirurgia íntima feminina

Só em 2015, modalidade mais popular de intervenção na vagina foi feita por 12.870 mulheres no país

(CCM SAÚDE) — A cirurgia íntima feminina é recordista em procedimentos no Brasil. De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética,12.870 mulheres se submeteram à reconstrução dos lábios vaginais - labioplastia ou ninfoplastia- apenas em 2015. E os números só aumentam.



Na maioria dos casos, as intervenções têm finalidade estética e são buscadas por indivíduos que querem se livrar de inseguranças sobre a aparência da genitália e melhorar a qualidade da vida sexual.

Entre os homens, esse tipo de cirurgia também é muito popular. Neste ano, 440 cirurgias de alongamento de pênis foram realizadas.

A labioplastia ou ninfoplastia, que consiste na redução dos pequenos lábios da vagina, é a cirurgia íntima mais procurada pelas mulheres, segundo o cirurgião plástico André Colaneri, especialista na técnica, em entrevista ao portal ‘G1’. De acordo com o médico, as mulheres procuram a cirurgia quando se incomodam pelo fato de os pequenos lábios se projetarem para fora dos grandes lábios.

Esse tipo de procedimento é feito com anestesia local e a paciente tem alta no mesmo dia, podendo retornar ao trabalho dois dias depois. Exercícios físicos estão liberados depois de 21 dias e relações sexuais, depois de 30 dias.

Há, ainda, a vaginoplastia, que é uma cirurgia com caráter mais funcional do que estético. Pode ser feita por mulheres que tiveram alterações da vagina decorrentes de um parto problemático ou para corrigir problemas como a bexiga caída.

Já os procedimentos íntimos masculinos mais comuns incluem correção de curvatura do pênis. A cirurgia é capaz de restaurar a simetria do pênis ao eliminar o "repuxamento" que provoca a curvatura durante a ereção. O paciente pode ter alta até no mesmo dia e voltar a ter relações sexuais em seis semanas. A recuperação de tamanho também é muito popular.

Foto: © Prazis - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter