Grávida que enjoa tem risco menor de abortar

Pedro.Saude - 27 de setembro de 2016 - 13:07

Grávida que enjoa tem risco menor de abortar

Enjoos matinais e vômitos podem trazer benefícios à gestante e ao bebê; pesquisa comprova teoria

(CCM SAÚDE) — Enjoar logo cedo é uma rotina incômoda para muitas grávidas, mas pode ser um bom sinal para elas. Pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Saúde Infantil dos Estados Unidos concluiu que enjoar pela manhã e os vômitos estão associados a uma redução de até 75% no risco da gestante sofrer um aborto espontâneo.

De acordo com o levantamento, que acompanhou 797 mulheres que já haviam sofrido uma ou duas interrupções da gravidez ao longo da vida, os enjoos matinais fazem com que a gestante reduza a quantidade de alimentos ingeridos e isso poderia diminuir o risco do feto ser contaminado por toxinas e outros micro-organismos.

Além disso, os pesquisadores apontam que essa alteração no regime alimentar também reduz os níveis de insulina no sangue da grávida e estimula o crescimento da placenta. "A ideia de que os enjoos matinais indicam que a gravidez está indo bem é estendida há algum tempo, mas até agora não tínhamos dados estatísticos sólidos para fortalecer esta crença", afirmou Stefanie Hinkle, à frente do estudo.

Geralmente, enjoos matinais e vômitos são sintomas iniciais da gravidez, surgindo desde as primeiras semanas e se estendem até o quarto mês de gestação. Algumas mulheres, contudo, enjooam até os dias anteriores ao parto.

Foto: © Andresr - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter