Ficar sozinho é melhor forma de descansar

Natali.Saude - 28 de setembro de 2016 - 17:02

Ficar sozinho é melhor forma de descansar

Pesquisa respondida por mais de 18 mil pessoas em 134 países chegou a essa conclusão

(CCM SAÚDE) — O 'Teste do Descanso', pesquisa feita pela BBC e Hubbub, coletivo internacional de pesquisadores vinculados à Universidade de Durham, no Reino Unido, levantou o significado de "descansar" para pessoas de diferentes partes do mundo.

Ao todo, 18 mil pessoas de 134 países diferentes responderam à pesquisa, lançada em novembro do ano passado e, para 16% das pessoas, “descansar” é possível apenas com exercício físico. Cerca de dois terços dos que responderam à pesquisa disseram que gostariam de ter mais tempo para descansar. Quase um terço afirmou que precisa de mais tempo de descanso do que a média das pessoas - e 10% responderam que precisariam de menos tempo do que a média.

Encontrar amigos e familiares, conversar ou beber socialmente foram atividades que ficaram bem mais abaixo no ranking das "melhores para se descansar". O motivo pelo qual as pessoas preferem estar sozinhas pode ser explicado pela resposta que elas deram quando perguntadas sobre o que vem à mente quando estão fazendo atividades diferentes.

"As pessoas disseram que, quando estão sozinhas, em geral elas focam mais naquilo que estão sentindo, no seu próprio corpo e nas próprias emoções", afirmou Ben Alderson-Day, um psicólogo da Durham University, que foi co-autor da pesquisa. "Há um indício de que quando você está sozinho, além de se desligar das outras pessoas, você tem a chance de se desligar do seu próprio monólogo interno também”, completa.

Na pesquisa, o grupo que menos havia descansado era, em média, composto por pessoas jovens, que tinham empregos tradicionais, às vezes com trabalho em períodos noturnos. Eles também tendiam a ter renda mais alta. O grupo mais "descansado" em geral era mais velho, com renda mais baixa, sem emprego ou trabalhando em dois turnos diários separados.

Foto: © gpointstudio - Shutterstock.com

Siga o CCM Saúde no Twitter